Receitas tradicionais

Purê de Rutabaga com Cardamomo e Tomilho

Purê de Rutabaga com Cardamomo e Tomilho


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Ingredientes

  • 6 libras de rutabagas, descascadas, cortadas em cubos de 1 polegada
  • 1 colher de chá de sal kosher grosso
  • 24 cápsulas inteiras de cardamomo verde
  • 1 colher de sopa de tomilho fresco picado
  • Pimenta branca moída na hora

Preparação de Receita

  • Coloque as rutabagas em uma panela grande com água fria o suficiente para cobrir 2,5 cm. Adicione as vagens de sal e cardamomo; traga para ferver. Reduza o fogo, cubra parcialmente e cozinhe até que os rutabagas estejam macios, cerca de 25 minutos.

  • Drene rutabagas; descartar cardamomo. Trabalhando em lotes, faça purê de rutabagas no processador. Retorne o purê para a panela. Cozinhe em fogo médio até secar, mexendo, por cerca de 5 minutos. Misture no créme fraîche e no tomilho. Tempere com sal e pimenta branca. DO AHEAD Pode ser feito com 1 dia de antecedência. Espalhe o purê na assadeira com manteiga. Cobrir; frio. Reaquecimento em forno a 350 ° F até aquecer completamente, cerca de 25 minutos.

Seção de Críticas

  • 1 swede, descascado e cortado em cubos
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora
  • 1 cebola picadinha
  • 2 cenouras em fatias finas
  • 2 talos de aipo, finamente fatiado
  • 1 dente de alho esmagado
  • 6 talos de tomilho fresco, apenas folhas
  • 1,25 litros / 2 litros de caldo de vegetais
  • Cartão simples de 142ml / 5fl oz de creme
  • folhas frescas de tomilho para enfeitar

Pré-aqueça o forno a 200C / 400F / Gás 6.

Coloque os cubos de nabo em uma assadeira. Regue com duas colheres de sopa de azeite e tempere.

Asse no forno por 25-30 minutos até dourar e ficar macio, mexendo ocasionalmente.

Enquanto isso, aqueça a colher de sopa de óleo restante em uma panela grande e pesada, junte a cebola, a cenoura, o aipo, o alho e as folhas de tomilho e frite por 4-5 minutos até que estejam macios, mas não dourados.

Adicione o nabo assado à frigideira e regue com o caldo.

Leve levemente para ferver, tampe e cozinhe por 25-30 minutos, mexendo ocasionalmente.

Bata a sopa em um processador de alimentos ou liquidificador até ficar totalmente homogêneo. Passe por uma peneira para obter uma textura extrafina, se preferir.

Transfira a sopa de volta para uma panela limpa. Junte a maior parte do creme de leite, reservando um pouco para enfeitar. Aqueça suavemente e ajuste o tempero se necessário.

Sirva em tigelas quentes ou em uma terrina de sopa e decore com um rodopio de creme, algumas folhas de tomilho frescas e pimenta do reino moída na hora.


Nabos saborosos.

Eu tento comer local o máximo possível (lembre-se de que estou em Alberta) e os vegetais de raiz estão ficando um pouco chatos nesta época do ano. Alguma ideia nova para nabos? PS - Prefiro não estragar tudo e assar está ficando velho a partir de janeiro.
Obrigado

minha avó os ferve e depois amasse com manteiga e creme, como se fosse purê de batata.

Clicar em irá recomendar este comentário a outras pessoas.

Gosto de purê. Às vezes, termina com um bom óleo de nozes ou fermento nutritivo. Ou enfiar no liquidificador e virar uma sopa cremosa?

Junte-se à conversa! Inscreva-se para comentar postagens e comentários de usuários

Sopa de nabo pode ser interessante. Provavelmente preciso emparelhá-lo com algo para dar um toque de sabor.
Obrigado pela ideia. -Não sou fã de purê de vegetais.

Hmmm. talvez sopa cremosa de nabo com pedaços crocantes de bacon, cogumelo assado na frigideira (talvez chanterelle) e tomilho fresco?

Ou sopa de nabo com alho assado?

Ou uma sopa mais leve de nabo, couve e feijão branco.

Gostaria de saber sobre uma torta de nabo? Como uma torta, mas com um perfil de sabor totalmente diferente.

Saladas de nabo cru também podem ser ótimas. Claro, eu só tentei isso com o nabo Macomber mais doce e suave (local para mim aqui em Massachusetts), mas talvez o chute extra de quaisquer nabos que você tenha por aí possa ser compensado por peras doces (embora dificilmente locais para você neste época do ano) e um molho cremoso. Talvez nabo e maçã picados em um molho cremoso de semente de papoula? Eh, isso é o que acontece quando eu faço um brainstorm.

concordou. Eu amo nabos frescos da primavera fatiados em saladas. Seria interessante ver como seus primos mais corajosos de outono / inverno se sairiam.

Não experimentei, mas essas receitas podem funcionar se você quiser sabores ousados.
Sopa de Cenoura com Caril e Nabo
http://australianfood.about.com/od/ap.
Curry de nabo (Shalgham Korma)
http://www.indobase.com/recipes/detai.

Recentemente, experimentei nabo em conserva que veio como uma guarnição com um falafel pita. Eu realmente gostei. você pode tentar conservá-lo. provavelmente guardaria um bom tempo também!

Nabos em conserva parecem DELICIOSOS. Eu cresci comendo o tradicional daikon em conserva japonês com corante amarelo, cheio de msg, e adoraria experimentar uma versão diferente disso.

Esses picles são de origem do Oriente Médio.
Salmoura com 3 partes de água, 1 parte de vinagre, sal kosher (cerca de 1/4 C por C de vinagre), flocos de pimenta vermelha (opcional) a gosto.
Corte os nabos em fatias. Algumas fatias de beterraba crua são geralmente adicionadas à salmoura estritamente para dar cor. Pickles saem com um tom rosa. Frasco (com tampa) os vegetais salgados em temperatura ambiente por 1 dia e, em seguida, leve à geladeira por 4 dias. Eles são mantidos por cerca de 3 semanas, se refrigerados.

Eu também adoro nabos. O favorito da família é o folhado de nabo - um ótimo acompanhamento. Acabei de fazer mais um lote de Paprika Defumada e Rutabaga Bisque com a receita desta placa, incluída abaixo, pois não consigo mais encontrá-la aqui. Também quero experimentar Gordon Ramsay & # 39s Caramelised Swede e Cardamom Soup do TimesOnline.

3 c nabos, purê quente
2 colheres de sopa de manteiga
2 ovos bem batidos
3 colheres de sopa de farinha
1 colher de sopa de açúcar mascavo
1 colher de chá de fermento
3/4 colher de chá de sal
1/8 colher de chá de pimenta
1/3 de pão ou migalhas de biscoito com manteiga

1. Combine os nabos com a manteiga.

2. Adicione os ovos e bata bem.

3. Adicione a farinha, o açúcar, o fermento, o sal e a pimenta. Misture & # 39até bem misturado.

4. Transforme em uma caçarola untada e polvilhe com as migalhas com manteiga.

5. Asse 375 até que o topo esteja levemente dourado, cerca de 25 minutos.

Nota: o sabor é tão bom quanto as sobras, se você tiver a sorte de ter sobras.

Pimentão Defumado e Rutabaga Bisque
TEMPO Total: 50 minutos
Ativo: 20 minutos
Rende: 6 a 8 porções

INGREDIENTES
3 colheres de sopa de manteiga sem sal
1 cebola amarela média, picada grosseiramente
2 talos médios de aipo, picados grosseiramente
1 1/2 libra de rutabaga, descascada e picada grosseiramente (cerca de 4 1/4 xícaras)
4 xícaras (1 litro) de caldo de vegetais com baixo teor de sódio
2 xícaras meio a meio
2 1/2 colheres de chá de páprica defumada de alta qualidade
1 colher de chá de pimenta branca moída
INSTRUÇÕES
Derreta a manteiga em uma panela grande em fogo médio. Assim que a manteiga espumar, adicione a cebola e o aipo e tempere generosamente com sal. Cozinhe, mexendo ocasionalmente, até que os vegetais estejam macios, mas não dourados, cerca de 5 minutos.
Adicione a rutabaga e o caldo, leve para ferver, depois reduza o fogo e cozinhe até que a rutabaga esteja macia quando perfurada com um garfo, cerca de 30 minutos. Adicione meio a meio, colorau e pimenta branca e misture bem.
Deixe a sopa esfriar um pouco e depois bata no liquidificador de imersão até ficar homogêneo. Tempero correto.

Sopa Caramelizada Sueco e Cardamomo

Um pouco de cardamomo nesta sopa dá-lhe uma fragrância adorável e calorosa, sem sobrepujar o sabor do sueco caramelizado. Se quiser, sirva a sopa em xícaras de café em vez de tigelas, pois pode encher bastante e, afinal, há mais dois pratos por vir. Você pode substituir os nabos pelos nabos, o que também funcionará.

3 colheres de sopa de azeite de oliva, além de extra para chuviscar
1 cebola grande, picadinha
2 palitos de aipo, finamente picados
Alguns ramos de tomilho
30g de manteiga sem sal, cortada em
pequenos pedaços
Sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora
6-8 cápsulas de cardamomo
2 suecas, descascadas e picadas em
pequenos pedaços
2 colheres de sopa de mel
1,5-2l caldo de frango quente
150ml de creme duplo
Ralar de noz-moscada, para servir

1 Aqueça uma frigideira grande com o azeite. Junte a cebola e o aipo e cozinhe por alguns minutos. Adicione o tomilho e algumas nozes de manteiga e temperos.

2 Esmague as vagens de cardamomo com as costas de uma faca e acrescente às cebolas e aipo. Refogue as cebolas por mais 5 minutos até que estejam macias e translúcidas, mas não douradas.

3 Junte o suéter picado, regue com o mel e tampe a panela. Isso vai estimular a condensação e evitar que as cebolas queimem. Cozinhe em fogo médio por 20-30 minutos, mexendo ocasionalmente, até que as mudas amolecem e caramelizam. Se eles pegarem, basta adicionar um pouco de água.

4 Despeje caldo de frango quente o suficiente para cobrir os vegetais e deixe ferver por mais alguns minutos. Junte o creme e
ajuste o tempero.

5 Em lotes, liquidifique a sopa no liquidificador até ficar bem homogêneo, adicionando alguns botões de manteiga para um acabamento aveludado. (Ao liquidificar a sopa quente, encha o liquidificador no máximo até a metade e solte um canto da tampa. Coloque uma toalha sobre a parte superior da máquina, pulse algumas vezes e processe em alta velocidade até ficar homogêneo. Isso evitará o efeito de vácuo que cria explosões de calor). Passe a sopa por uma peneira fina, empurrando com as costas de uma concha, e descarte os sólidos.

6 Reaqueça a sopa e ajuste a consistência, adicionando mais creme para engrossar ou mais caldo quente para diluir. Tempere novamente a gosto e sirva em tigelas quentes com um fio de azeite e uma ralada de noz-moscada.


A pastinaga clara é muito mais do que uma cenoura com a cor photoshopada dela. As pastinaga são deliciosas e interessantes, e absolutamente merecem a nossa atenção. Apesar do fato de que geralmente são comidos apenas uma ou duas vezes no inverno, ou então levados para a mesa do Dia de Ação de Graças, onde são perdidos em uma cornucópia de acompanhamentos, esses vegetais saudáveis ​​de raiz têm uma grande espinha dorsal culinária. É por isso que acreditamos firmemente que as pastinacas devem figurar em nossos menus de jantar e almoço com muito mais frequência do que fazem.

A pastinaga é tipicamente uma raiz vegetal da estação fria e idealmente colhida após a primeira geada (uma onda de frio torna-a mais doce). Adaptáveis ​​e saudáveis, ricos em fibras, vitamina C e minerais (especialmente potássio), eles são versáteis o suficiente para levar uma entrada vegetariana, diversificar uma salada ou criar uma sopa cremosa reconfortante. Talvez uma das razões pelas quais essa raiz principal loira permaneça subutilizada e desvalorizada é que ela é vendida nua. Ao contrário das cenouras em cachos com a parte superior, as pastinacas são exibidas sem sua folhagem atraente. Há um bom motivo para isso: a exposição à seiva das folhas pode causar dermatite de contato fotossensível, semelhante à hera venenosa, como pode atestar qualquer pessoa que inadvertidamente caminhou por um canteiro selvagem. Mas remover suas folhas antes da venda mantém todos seguros.

Então, como você prepara e cozinha pastinacas? Eles podem ser descascados antes do uso, mas suas películas são uma fonte adicional de sabor, então esfregar um lote para assar é muito fácil. Refrescantemente crocantes quando não cozidos, eles ficam suaves e macios depois de fervidos e fáceis de amassar e purificar. Assar enfatiza sua doçura. Podem até ser usados ​​na sobremesa! Recomendamos que experimente os nossos Spiced Parsnip Cupcakes. Nós prometemos, você ficará feliz por ter feito isso.


Reúna-se em volta da mesa e agradeça pela família, amigos, saúde, felicidade e inferno e esses acompanhamentos fáceis de Ação de Graças. Claro, o peru é apelidado de estrela do show, mas se você perguntar aos seus entes queridos qual é o prato favorito do Dia de Ação de Graças, quase sempre encontrará um lado. De purê de batata instantâneo a um doce e perfumado Molho de Cranberry, todos os clássicos estão fazendo sua aparição no Dia de Ação de Graças deste ano e nossas receitas não poderiam ser mais fáceis de aperfeiçoar. Embora fazer molho caseiro de cranberry não seja tão simples quanto abrir uma lata, não é realmente tão complicado e mdashin 20 minutos (com muito pouco trabalho prático), você pode ter uma versão muito mais deliciosa que certamente atrairá oohs e aahs de seus convidados.

Quando afirmamos que uma receita é fácil, isso significa algumas coisas: primeiro, essas receitas não requerem nenhum ingrediente difícil de encontrar ou caro. Tudo deve estar prontamente disponível em sua mercearia local (e provavelmente você já tem muitos desses ingredientes em sua despensa). Em seguida, o tempo ativo é mínimo, o que significa que mesmo que uma receita leve uma hora ou mais para cozinhar, o trabalho prático necessário é simples e rápido. Finalmente, essas receitas fáceis de acompanhamento de Ação de Graças não requerem nenhuma técnica sofisticada ou um diploma de escola de culinária.

Por exemplo, pãezinhos são essenciais para a refeição do Dia de Ação de Graças, mas prepará-los do zero pode parecer assustador. Considere assar pão de milho caseiro. É um pão rápido, por isso não é necessário amassar, dobrar ou dar forma. Existem duas versões para escolher aqui & mdashCheese e Sweet-Pepper Cornbread e Classic Cornbread. Quer goste de sabores tradicionais ou prefira apimentar as coisas, ambas são opções deliciosas.

Adiante, receitas fáceis de acompanhamento de Ação de Graças que serão engolidas por todos.


Sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Beterraba Rábano Cremosa


Enquanto planejava a refeição no fim de semana passado, meu marido veio até mim e disse: & # 8220Eu encontrei uma receita de beterraba cremosa de raiz-forte na impressora, gostaria de cancelar esse item do menu. & # 8221 Só fiz a quantidade na foto porque eu ficou intrigado. Ele não gostava deles. Eu os achei fantásticos. Você começa a mordida de raiz-forte imediatamente e, em seguida, a doçura da beterraba aparece quando você começa a mastigar. Muito interessante. Ficariam perfeitos com um bife grelhado.

4 beterrabas torradas, descascadas e picadas em pedaços de & # 189 polegadas
1/3 xícara de creme de leite
3 T preparado com raiz-forte
2 t de suco de limão
1 t de chalota picada

Bata o creme de leite, a raiz-forte, o suco de limão e a cebola picada em uma tigela média. Adicione a beterraba e misture bem. Tempere a gosto com sal e pimenta. Deixe repousar em temperatura ambiente por pelo menos 20 minutos. DO AHEAD Pode ser feito 2 horas antes. Deixe descansar em temperatura ambiente.
Beterraba assada: coloque a beterraba em um saquinho de alumínio e leve ao forno a 400 graus por cerca de 35 minutos, até que o garfo esteja macio.

Carpaccio de beterraba


& # 188 xícara de creme de leite
2 t de azeite virgem extra
1 T de vinagre de vinho tinto
1 T de chalota picada
Sal e pimenta a gosto
1-2 T de óleo vegetal, para fritar
4-8 folhas de sálvia, picadas grosseiramente
2 xícaras de rúcula ou verduras mistas
2 t de suco de limão
4 beterrabas assadas, descascadas e fatiadas
& # 188 xícara de pinhões, torrados

Para fazer o molho, misture o creme de leite, o azeite virgem extra, o vinagre e a chalota. Tempere com sal e pimenta. Reserve na geladeira até a hora de usar.

Aqueça o óleo vegetal em uma frigideira pequena até brilhar. Adicione as folhas de sálvia e frite por 5 & # 8211 10 segundos. Transfira para papel toalha com escumadeira.

Misture rúcula ou verduras misturadas com suco de limão e um fio de azeite. Tempere com sal e pimenta.

Divida as fatias de beterraba em fileiras na metade dos pratos de salada. Coloque um punhado de verduras na outra metade do prato. Regue o molho cremoso em todo o prato. Salpique a salada com sálvia frita e pinhões.

Beterraba assada: coloque a beterraba em um saquinho de alumínio e leve ao forno a 400 graus por cerca de 35 minutos, até que o garfo esteja macio.
NOTA: A salva frita parece dar muito trabalho, mas vale a pena. Os pedacinhos de sálvia fritos fazem esta salada!

Precisa de receitas de beterraba?

Eu precisava usar algumas beterrabas, então dois pratos de beterraba apareceram na mesa de jantar ontem à noite. Ainda tenho um saco plástico cheio de beterrabas na geladeira, com o qual preciso fazer algo.
Meus seis anos, r muito em palíndromos, estava muito feliz por termos recebido Naan para o jantar.

Menu de quinta-feira e # 8211 frango tandoori, naan
Beterraba Rábano Cremosa


http://purplecook.blogspot.com/2010/12/creamy-horseradish-beets.html

Carpaccio de beterraba assada
http://purplecook.blogspot.com/2010/12/beet-carpaccio.html


Receitas Multi-Vegetais

Cozinhe o macarrão soba de acordo com as instruções da embalagem. Escorra e reserve.

Espetinho Vegetariano Grelhado

  • 1 ⁄4 xícara de molho de soja
  • 3 ⁄4 xícara de azeite
  • 1 ⁄8 xícara de molho inglês
  • 1 colher de sopa de mostarda seca
  • 2 colheres de chá de sal
  • 1 colher de chá de salsa
  • 1 colher de chá de tomilho
  • 1 colher de chá de orégano
  • 1 1 ⁄2 colheres de chá de pimenta moída
  • 2 dentes de alho esmagados
  • 1 colher de chá de gengibre fresco ralado
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 ⁄4 xícara de suco de abacaxi
  • 12 tomates cereja
  • 12 fatias de berinjela japonesa
  • 12 cogumelos
  • 12 cebolas pequenas
  • 2 pimentões amarelos, cortados em quadrados de 1 polegada
  • 12 fatias de abóbora amarela
  • 12 fatias de abobrinha
  • 12 pedaços de abacaxi
  1. MARINADA: Bata todos os ingredientes no liquidificador por 1/2 minuto.
  2. Despeje em um saco zip lock com todos os ingredientes e leve à geladeira por 1 hora.
  3. Arrume os legumes em espetos, grelhe em fogo médio, virando e pincele com a marinada por 10 minutos ou até ficarem cozidos.

Salada de rúcula, melancia e queijo feta

de Ina Garten em foodnetwork.com

  • 1/4 xícara de suco de laranja espremido na hora
  • 1/4 xícara de suco de limão espremido na hora (2 limões)
  • 1/4 xícara de chalotas picadas (1 grande)
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1/2 xícara de azeite bom
  • 1 colher de chá de sal kosher
  • 1/2 colher de chá de pimenta-do-reino moída na hora
  • 6 xícaras de rúcula de bebê, lavadas e centrifugadas
  • 1/8 de melancia sem sementes, casca removida e cortada em cubos de 1 polegada
  • 12 onças de queijo feta bom, 1/2 polegada em cubos
  • 1 xícara (4 onças) de folhas inteiras de hortelã fresca,

Misture o suco de laranja, o suco de limão, as chalotas, o mel, o sal e a pimenta. Deite lentamente o azeite, mexendo sempre, para formar uma emulsão. Se não for usar em uma hora, guarde o vinagrete coberto na geladeira.

Coloque a rúcula, a melancia, o queijo feta e a hortelã em uma tigela grande. Regue com vinagrete suficiente para cobrir levemente as verduras e mexa bem. Prove os temperos e sirva imediatamente.

Minestrone de inverno

A partir de Receitas da adega de raiz

  • 2 colheres de sopa de azeite virgem extra
  • 1 cebola, cortada em cubos
  • 1 raiz de aipo, descascada e cortada em cubos
  • 1 cenoura, descascada e cortada em cubos
  • 4 dentes de alho picados
  • 6 xícaras de caldo de vegetais, frango irmão ou caldo de peru
  • 1 litro de tomate triturado ou purê de tomate, ou 1 (28 onças) pode
  • 3 xícaras de repolho verde ou couve em fatias finas, ou couve (remova e descarte os caules duros da couve)
  • 1 ½ xícara de feijão branco cozido (cannellini, marinho, ervilha) ou 1 lata (15 onças), enxaguado e escorrido
  • 1 colher de chá de alecrim seco
  • 1 colher de chá de tomilho seco
  • 1 xícara de macarrão pequeno (anéis, ditalini, alfabetos, gravatas borboleta)
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora
  1. Aqueça o óleo em uma panela grande de sopa em fogo médio. Adicione a cebola, a raiz de aipo, a cenoura e o alho e refogue até que os vegetais estejam ligeiramente macios, cerca de 3 minutos. Adicione o caldo, o tomate, o repolho, o feijão, o alecrim e o tomilho. Leve para ferver, reduza o fogo e cozinhe até que os vegetais estejam macios, cerca de 30 minutos.
  2. Volte a ferver a sopa. Adicione a massa e ferva delicadamente até a massa ficar macia, cerca de 10 minutos. Tempere com sal e pimenta. Servir quente.

Nota de cozinha: como todas as sopas que contêm massa, esta vai engrossar com o repouso. Dilua com caldo adicional ou água, se necessário.

Sopa de Cenoura e Batata Doce com Gengibre

a partir de Farmer John & # 8217s Cookbook

  • ½ xícara de cajus crus e sem sal picados
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 1 ½ xícara de alho-poró picado ou cebola (cerca de 1 alho-poró grande ou 2 pequenos ou 1 cebola grande)
  • 2 colheres de sopa de gengibre picado ou ralado
  • ½ colher de chá de cominho moído
  • ¼ colher de chá de canela em pó
  • ¼ colher de chá de sementes de erva-doce moídas
  • ¼ colher de chá de pimenta da Jamaica moída
  • ¼ colher de chá de noz-moscada moída
  • 2 libras de cenouras, cortadas aproximadamente em pedaços de ½ polegada (10 a 12 cenouras médias)
  • ½ libra de batata-doce descascada e cortada em cubos (cerca de 1 batata-doce grande)
  • 4 xícaras de caldo de galinha ou vegetais ou água e mais para diluir a sopa
  • 2 colheres de sopa de suco de laranja espremido na hora
  • 1 colher de chá de sal
  • pimenta do reino moída na hora

iogurte natural ou creme de leite

  1. Torre os cajus em uma frigideira seca e pesada em fogo alto até que comecem a dourar em alguns pontos e se tornarem perfumados. (Tenha cuidado para não cozinhá-los demais, pois eles queimam muito rapidamente depois de torrados.) Transfira imediatamente as nozes para um prato para esfriar.
  2. Derreta a manteiga em uma panela de sopa em fogo médio-alto. Adicione o alho-poró ou a cebola e cozinhe, mexendo sempre, por 8 minutos. Adicione o gengibre, cominho, canela, erva-doce, pimenta da Jamaica e noz-moscada e cozinhe, mexendo, por mais 1 minuto.
  3. Adicione a cenoura, a batata-doce e o caldo ou água e misture. Tampe parcialmente a panela, reduza o fogo para médio e leve para ferver. Cozinhe até que as cenouras e as batatas estejam macias, 15 a 20 minutos.
  4. Transfira a mistura para um liquidificador. Adicione as castanhas de caju torradas e processe até obter um purê homogêneo. Se parecer muito grosso para sopa, adicione um pouco mais de caldo ou água.
  5. Transfira a sopa de volta para a panela. Adicione o suco de laranja, sal e pimenta a gosto.
  6. Aqueça suavemente a sopa em fogo médio, mexendo sempre, até ficar bem quente. Despeje a sopa em xícaras individuais e coloque um bocado de iogurte ou creme de leite no centro de cada uma. Enfeite com cebolinhas.
Mash De Raiz Doce
  • 4 cenouras médias, cortadas em 1/2 ou 1 & # 8243 moedas & # 8211 cozidas no vapor até ficarem macias.
  • 2 abóbora média como carnaval, bolota ou delicata, ou uma butternut média. (sinta-se à vontade para misturar as variedades) & # 8211 dividido pela metade, semeado e cozido no forno a 375 até ficar macio.
  • 2 batatas-doces médias, descascadas e picadas em 2 & # 8243 pedaços & # 8211 colocadas em uma panela de 2 litros, coloque sobre isso & # 8230
  • 3 maçãs médias descascadas, sem caroço e picadas. Adicione 2 e # 8243 de água, tampe e cozinhe em fogo brando até ficar macio.
Fritada de vegetais mistos

a partir de Moosewood Cookbook

Fácil de fazer, mas parece e tem gosto gourmet!

  • 1 ½ xícara de cubos de pão de trigo integral
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 3 xícaras de vegetais à sua escolha (brócolis, pimentão, tomate, berinjela, suíço, couve, abóbora, abobrinha, etc.)
  • 1 colher de sopa de tomilho ou endro
  • 4 ovos
  • 1 ¼ xícara de leite
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 2 dentes de alho médios
  • 1 xícara de cebola picada ou alho-poró
  • 1 ¼ xícara de queijo cheddar
  • ¼ xícara de queijo parmesão

Corte o pão em cubos e torre os cubos de pão em uma bandeja em um forno a 375 graus. Enquanto isso, refogue levemente o alho em 2 colheres de sopa de manteiga e azeite de oliva até que o alho esteja dourado. Quando os cubos de pão estiverem crocantes, retire-os do forno, misture com a manteiga de alho e reserve.

Em seguida, refogue a cebola ou o alho-poró na manteiga restante e no azeite por um ou dois minutos. Adicione os vegetais, ervas, sal e pimenta e continue a cozinhar até ficar macio, mexendo ocasionalmente. Tampe a panela para reter os sucos.

Unte com manteiga uma forma de 9 & # 2159 polegadas. Disponha os ingredientes da seguinte forma: primeiro os cubos de pão, a seguir os vegetais e, por fim, o queijo cheddar ralado e parmesão. Bata os ovos e o leite com um pouco de sal e pimenta e despeje sobre os demais ingredientes da panela. Asse até que a fritada esteja inchada e dourada, cerca de 30 minutos. Sirva imediatamente e divirta-se!

Muitos vegetais e pouco tempo? …… Refogue!

Instruções básicas de refogado adaptadas do Floresta de Brócolis Encantada Livro de receitas

Truque básico para fritar & # 8212Grupo de legumes, depois de cortados, de acordo com seus respectivos tempos de cozimento, para que nenhum cozinhe demais ou mal. Você pode fazer isso adicionando vegetais de cozimento mais lento à wok / frigideira mais cedo do que os de cozimento mais rápido.

Aqueça primeiro a wok / frigideira - por até um minuto. Em seguida, adicione um pouco de azeite (azeitona ou amendoim) e, se for usar cebola (1/2 xícara por porção) e alho (1 dente por porção), acrescente-os agora e salteie primeiro. Se você estiver usando tofu, adicione a seguir junto com cerca de 1 ou 2 TSBP de tamari (você pode adicionar mais enquanto refoga os vegetais, se desejar). Em seguida, adicione os vegetais do “grupo 1” que estiver usando e refogue até que estejam parcialmente cozidos. Em seguida, adicione os itens do “grupo 2” e cozinhe até que tudo esteja quase pronto. As seleções do “grupo 3” vêm no final, pouco antes de você retirá-lo do queimador.

Grupo 1 -batatas (em fatias finas), aipo, cenoura, brócolis, couve-flor, repolho, berinjela, abóbora, aspargos (se grosso)

Grupo 2- Couve, couve, cogumelos, pimentão, abobrinha, abóbora, aspargos (se finos)

Grupo 3—A maioria das verduras asiáticas, cebolinha, broto de feijão

Você não precisa usar TODOS esses vegetais. Você pode usar apenas usar alguns, ou mesmo apenas um.
Planeje cerca de ¾-1 lb por porção.

Quanto mais finas as fatias de um vegetal, mais rápido ele cozinha.
Objetivo Básico: Cozinhar os vegetais rapidamente (em fogo alto, mexendo quase sempre) para que cada vegetal seja feito com sua perfeição individual.

Corte todos os vegetais com antecedência, para que você possa mexer constantemente e trabalhar rapidamente quando a wok / frigideira estiver quente.

Extras para adicionar ao seu refogado—Adicione qualquer um, todos ou nenhum destes nos últimos minutos de cozimento
Nozes picadas e torradas
Castanhas-d'água fatiadas
Macarrão cozido (enxaguado e regado com óleo de gergelim)
Sementes de gergelim torradas
Cogumelos pretos fatiados e encharcados

Temperos- a ser adicionado no final do cozimento (todas as quantidades podem variar de acordo com o gosto)
Vinho - 1 colher de sopa
Tamari - 1 a 2 colheres de sopa
Gengibre ralado - 1 colher de sopa
Pimenta vermelha esmagada - a gosto
Óleo de gergelim torrado - 1 colher de sopa
Coentro — 1/4 xícara
Leite de coco - uma lata (se você usar isso, você pode adicionar um curry em pó ou pasta e se tornará mais um prato tailandês do que um prato chinês)
Experimente e divirta-se !!

Lasanha de verão

a partir de Rolling Prairie Cookbook

  • 1 Colher de Sopa. Azeite
  • 2 a 4 dentes de alho
  • 1 cebola picada média
  • 2 abobrinhas pequenas ou abobrinhas de verão picadas
  • 1 colher de chá de manjericão
  • 1 quarto de molho de espaguete
  • 9 macarrão de lasanha
  • 1 molho de couve (meio saco transparente), picada
  • 1 ½ xícara de queijo cottage ou ricota
  • 1 ovo batido
  • ¼ colher de chá de sal
  • Pimenta preta a gosto
  • ½ Lb de Queijo Mozzarella
  • ½ xícara de queijo parmesão

Aqueça o óleo em uma panela e refogue o alho, a cebola, a abobrinha e a couve. Junte o manjericão e o molho de espaguete e deixe ferver em fogo baixo enquanto prepara o resto da lasanha. Cozinhe o macarrão em água fervente até ficar macio. Escorra e lave com água fria. Misture o queijo cottage ou a ricota e o ovo. Tempere com sal e pimenta. Pré-aqueça o forno a 350 graus. Lubrifique o fundo da panela de 9 x 13 polegadas. Camada 1/3 do macarrão, queijo cottage, molho e queijo mussarela e, em seguida, faça isso mais 2 vezes. Cubra com queijo parmesão. Asse por 40 minutos.
Uma de nossas sócias fez uma versão disso, que ela chama de “Lasanha de Mãos Abertas”, na qual ela substitui a couve por qualquer uma das muitas verduras que ela precisa usar em sua geladeira!

Ratatouille
  • 3 colheres de sopa de azeite 1 abobrinha média, em cubos
  • 4 dentes de alho médios 2 pimentões médios, em tiras
  • 1 folha de louro 3-4 tomates, picados
  • 2 xícaras de cebola picada e pimenta-do-reino fresca
  • 1 berinjela média, em cubos opcional: salsa fresca,
  • 1 ½ colher de chá de azeitonas picadas de sal
  • 1 ½ colher de chá de manjericão (se usar ervas frescas, doses duplas)
  • 1 colher de chá de orégano
  • ½ colher de chá de alecrim
  • ½ colher de chá de tomilho

1) Aqueça o azeite em uma frigideira funda ou forno holandês. Adicione o alho, a cebola e a folha de louro e refogue em fogo médio por cerca de 5 minutos.
2) Adicione a berinjela, sal e ervas e mexa. Tampe e cozinhe em fogo médio, mexendo ocasionalmente, por cerca de 10 a 15 minutos ou até que a berinjela amoleça.
3) Adicione a abobrinha, o pimentão, a pimenta-do-reino e o tomate. Tampe e cozinhe por 10 a 20 minutos ou até que as abobrinhas e os pimentões estejam macios.
4) Sirva quente, morno ou em temperatura ambiente - simples ou coberto com salsa e / ou azeitonas. Bom quando combinado com polenta.
Serve de 4 a 6 porções.

Legumes Assados ​​de Verão

a partir de Simplesmente na Temporada Livro de receitas
Uma receita de verão versátil que pode ser usada como acompanhamento, prato principal ou salada. Certifique-se de fazer o suficiente para as sobras para colocar na pizza. Experimente uma variedade de vegetais: qualquer abobrinha, cebola, batata, tomate, feijão verde, pimentão verde ou vermelho, pimenta malagueta, cenoura, berinjela, cogumelos ou erva-doce.

Corte em pedaços pequenos para um tempo de cozimento uniforme (ou seja, corte as batatas em fatias finas, mas pique a abóbora em pedaços maiores).
Misture com uma das opções de tempero abaixo. Em seguida, espalhe os vegetais temperados em uma camada fina em uma assadeira e leve ao forno pré-aquecido a 425F por 20 minutos. Mexa ocasionalmente.
Para o prato principal: Sirva sobre macarrão penne cozido, arroz selvagem ou cuscuz e cubra com queijo parmesão ralado na hora.
Para uma salada: resfrie os vegetais (ou use as sobras) e adicione 2 xícaras de tomates em cubos, 85 gramas de queijo feta e
molho vinagrete adicional.

Tempero 1:
  • 3 colheres de sopa de manjericão fresco (picado)
  • 2 colheres de sopa de coentro fresco (picado)
  • 1 1/2 colheres de sopa de tomilho fresco (picado)
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 1/2 colher de chá de sal
  • 11/2 colher de chá de pimenta
  • 1-4 dentes de alho (picados)
Tempero 2:
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de chá de pimenta em pó
  • 112 colher de chá de sal
  • 1/4 colher de chá de tomilho seco
  • 1/8 colher de chá de pimenta
Tempero 3:
Tempero 4:
  • 4 dentes de alho (picados)
  • 1/3 xícara de azeite
  • 2 colheres de sopa de tomilho fresco, orégano, manjericão (picado)
  • 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
  • 1 colher de sopa de mostarda dijon
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1/4 colher de chá de pimenta
  • Acompanha cebola, berinjela, abobrinha, pimentão verde e tomate.

Variação kabob: Mergulhe os espetos de madeira, se usar, pelo menos 30 minutos em água para evitar queimaduras. Passe uma variedade de vegetais temperados em cada espeto, mantendo os cogumelos separados, pois eles cozinharão mais rápido pedaços de cenoura e pequenas batatas inteiras devem ser fervidas com alguns minutos de antecedência. Grelhe em fogo médio até que os vegetais estejam macios.
Serve 8 (acompanhamento), 4-6 (prato principal).

Vegetais assados ​​de inverno

a partir de Simplesmente na Temporada Livro de receitas

  • 6-8 xícaras de vegetais de inverno: batata, batata doce, cenoura, nabo, nabo, rutabagas, beterraba, cebola, abóbora & # 8212 descascada e cortada em pedaços de 1 polegada de espessura
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de ervas secas ou 3 colheres de sopa de ervas frescas, como alecrim, tomilho, salsa, orégano

Misture os ingredientes (mantenha as cebolas separadas, pois elas vão assar mais rápido e adicione-as à assadeira 10 minutos depois do tempo de cozimento). Espalhe em uma única camada em assadeiras untadas. Asse em forno pré-aquecido a 425 F até ficar macio, 30-45 minutos, mexendo ocasionalmente. Tempere com sal e pimenta. Sirva com molho de alho torrado (opcional).

Alho Assado: Remova as camadas de papel soltas de fora de um bulbo de alho inteiro, mas não descasque. Corte a parte superior do bulbo, expondo a ponta de cada cravo. Coloque sobre um quadrado de papel alumínio e regue com 1 colher de sopa de azeite ou apenas tempere com sal e pimenta. Embrulhe bem e leve ao forno ao lado dos vegetais até ficarem macios.

Molho de alho torrado: Asse uma cabeça de alho conforme as instruções. Esprema os cravos torrados em uma tigela pequena, amasse com um garfo e misture ¾ xícara de iogurte natural. (Experimente também este molho como molho de vegetais crus ou em cima do pimentão).
Serve 8 porções.

Frango Assado com Legumes

a partir de Fresco da Fazenda Livro de receitas

  • 4 chalotas grandes, picadas grosseiramente
  • 1 pimenta vermelha, cortada em pedaços de 1 polegada
  • 1 pimenta amarela, cortada em pedaços de 1 polegada
  • 1 libra de batatas vermelhas pequenas (metades se maiores do que o tamanho da mordida)
  • 1 abóbora pequena, descascada, semeada e cortada em pedaços de 1 polegada
  • 1 colher de sopa de alecrim fresco picado (ou 1 colher de chá seco)
  • Sal e pimenta a gosto
  • 2 colheres de sopa mais 1 colher de chá de azeite
  • 2 peitos de frango inteiros, cortados pela metade
  • 1 colher de sopa de suco de limão fresco
  • ½ xícara de caldo de galinha

Pré-aqueça o forno a 450 graus. Em uma caçarola grande ou panela, misture as chalotas, pimentões, batatas, abóbora, alecrim, sal e pimenta com 2 colheres de sopa de azeite. Esfregue os peitos de frango com 1 colher de chá de óleo restante, suco de limão, sal e pimenta e arrume-os, com a pele para cima, por cima dos vegetais. Despeje o caldo de galinha sobre tudo. Asse a 450 graus por 20 minutos, depois reduza a temperatura para 375 graus e asse por mais 30 minutos, ou até que o frango esteja cozido e as batatas estejam macias. Rende 4 porções.

Torta de Celebração Dourada de Vegetais de Inverno

© 2004 Lynne Rossetto Kasper

Todos os órfãos do mundo vegetal se transformam em estrelas nesta torta de festa. Rutabaga, aipo, pastinaga, couve de Bruxelas e nabos podem ir para a panela, todos ou cada um deles, lembre-se de equilibrar os sabores terrosos com os doces e ricos, como cebola, batata, inhame ou cenoura. Corte vegetais mais duros em pedaços menores para cozinhar uniformemente. Asse os vegetais um ou dois dias antes. Aqueça-os antes de assar com a crosta. A torta fica bem quente do forno, ou apenas quente.

Os vegetais:

  • 3 cebolas médias, cortadas em seis pedaços cada
  • 4 pequenas batatas com casca vermelha com casca, cortadas pela metade
  • 1 rutabaga médio ou nabo grande, descascado e cortado em pedaços de 1/2 polegada de espessura
  • 1 libra de couve de Bruxelas, dividida pela metade
  • 1/2 repolho pequeno, sem núcleo e cortado em pedaços de 1 polegada
  • 2 cenouras médias, descascadas e cortadas em pedaços de 1/2 polegada de espessura
  • 4 ramos de tomilho fresco
  • 20 folhas frescas de sálvia
  • 20 folhas frescas de manjericão
  • 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico (opcional)
  • 4 colheres de sopa de azeite virgem extra
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora
  • 10 dentes de alho, divididos pela metade

Coloque uma grelha do forno bem no alto e a segunda na parte inferior do forno. Pré-aqueça o forno a 450 °. Em uma tigela grande, misture os vegetais, as ervas, o vinagre balsâmico e o azeite de oliva (o suficiente para cobri-los levemente) com sal e pimenta.
Espalhe os legumes em duas assadeiras grandes e rasas. Asse por cerca de uma hora, virando várias vezes durante o cozimento para dourar uniformemente. Troque as posições das frigideiras e adicione o alho à frigideira na metade do cozimento. Os vegetais são cozidos quando dourados e facilmente perfurados com uma faca. Esfrie-os, embrulhe e leve à geladeira até que esteja pronto para fazer a torta.

  • 1-1 / 2 xícaras (7,5 onças) de farinha não branqueada para todos os fins
  • 1/4 colher de chá generoso de sal
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 1 barra (4 onças) de manteiga sem sal fria, cortada em pedaços
  • 1 ovo grande, batido
  • 2 a 3 colheres de sopa de água fria

For Assembling:

Combine dry ingredients in a food processor or large bowl. Cut in butter with rapid pulse in processor, or rub between your fingertips until butter is the size of peas. Add the first egg and 2 tablespoons of water. Pulse just until dough gathers into clumps, or toss with a fork until moistened. If dry, work in another1/2 to 1 tablespoon water. Turn dough out on a floured board and let rest a few minutes.
Select a shallow baking dish large enough to hold the vegetables in a mound. Measure the dish then roll out the dough so it is no more than 1/8-inch thick and at least 5 inches larger than the dish. Put it on a foil-covered pizza pan or cookie sheet and refrigerate 30 minutes to 24 hours.
About 50 minutes before serving, preheat oven to 400°. Butter the inside and rim of the baking dish. Warm the vegetables in the oven. Pour the broth or water into the baking dish then pile in the vegetables.
Turn the chilled dough over onto the vegetables, gently peeling back its foil. Fold up and crimp the overhang of pastry to make a raised border atop the rim of the baking dish (extra pastry could be cut into decorative pieces and applied to the crust with beaten egg). Brush crust with beaten egg, cut a few vent holes, and bake 30 minutes, or until golden brown and crisp. Serve hot or warm .
Serves 8.

Vegetable Pasta Salad

a partir de Simply in Season Cookbook

  • ¼ cup red wine vinegar
  • ½ colher de chá de sal
  • 1/8 tsp pepper
  • 1 dente de alho
  • 1 Tbsp Dijon mustard

In a small bowl whisk together.

Whisk in oil gradually. Stir in basil and set aside.

Cook pasta. Drain and rinse with cold water. Place in large bowl and toss with 1/3 of the dressing.

  • 2 cups fresh vegetables: green peppers, summer squash, cucumbers, broccoli florets, chopped
  • 3 medium tomatoes
  • ½ cup sliced ripe olives

Layer ingredients on top of the pasta in the following order vegetables, tomatoes, olives. Top with remaining dressing.

Sprinkle on top. Cover and chill 4-24 hours.

Sprinkle on top and toss lightly before serving.

Fajitas

a partir de Simply in Season Cookbook

Choose the paste or marinade option below and cook as directed

  • 4 cups vegetables: onion-chopped, green or red peppers—sliced, carrots-thinly sliced, yellow squash—sliced, and ground black pepper

Toss vegetables with several dashes of pepper. Stir-fry over high heat in 2 tsp olive oil. Serve meat and vegetables in warm tortillas with each person adding shredded cheese or crumbled queso blanco, sliced banana peppers, diced tomatoes, salsa, and sour cream to taste.

Cilantro Spice Paste:

  • 1 cup fresh cilantro leaves, finely chopped
  • 2 Tbsp soy sauce
  • 1 Tbsp oil
  • 1 Tbsp chili powder
  • 2 tsp ground cumin
  • Juice of one lime

Mix together. Coat meat well with cilantro paste let stand at least 15 minutes. Stir-fry over high heat in 2 tsp oil. Remove from pan and keep warm while stir-frying vegetables.

Barbecue Marinade:

  • ¼ xícara de azeite
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 Tbsp each red wine vinegar and barbecue sauce
  • 2 tsp dry mustard
  • 1 tsp each Worcestershire sauce salt
  • ¼ tsp each pepper and Tabasco pepper sauce

Combine and add meat. Stir to coat and refrigerate at least 12 hours. Remove meat from marinade and stir-fry in 1 Tbsp oil until browned. Leave in pan while stir-frying vegetables.

Mixed Vegetable Quiche

adapted from The Moosewood Cookbook

  • 1 -10 inch pie crust
  • 1 tsp butter
  • 1 ½ cups chopped onions or leeks
  • 2 to 3 cups your choice of vegetable—good options are roasted red peppers, kale, spinach, broccoli
  • ½ colher de chá de sal
  • black pepper
  • a pinch of thyme
  • ½ tsp dry mustard (optional)
  • 4 ovos grandes
  • 1 ½ cup milk
  • 2 Tbsp flour
  • 1 ½ cup grated Swiss or cheddar cheese, or your choice

Pré-aqueça o forno a 375 graus. Melt butter in a pan. Add onions, and sauté over medium heat for a few minutes. When they begin to soften, add the vegetables, salt, pepper, thyme, and mustard. Sauté about 3 to 5 minutes and remove from heat.
Combine eggs, milk, and flour and beat well. Spread the grated cheese on the bottom on the unbaked crust, and spread the onion-vegetable mixture on top. Pour in the custard and sprinkle the top with paprika. Bake for 35-45 minutes, or until solid in the center. Serve hot, warm, or at room temperature.

Vegetable Stock

a partir de Como cozinhar tudo vegetariano Cookbook by Mark Bittman

Making stock is a very flexible job —we just use whatever’s around, usually in the fall, make sure there’s a relative balance of different flavors, and throw it in the pot.

  • 2 carrots, cut into chunks
  • 1 onion, quartered, don’t bother to peel
  • 1 potato, cut into chunks
  • 1 celery stalk, chopped
  • 2 or 3 cloves of garlic, don’t bother to peel
  • 10 or 20 parsley stems with leaves
  • 2 Tbsp olive oil
  • Sal e pimenta

Combine everything in a saucepan with 6 cups water, using a pinch of salt and a bit of pepper. Bring to a boil, then adjust the heat so the mixture simmers steadily but gently and cook for about 30 minutes, or until vegetables are tender. (Longer is better if you have time.)
Strain, then taste and adjust the seasoning before using or storing.
Makes about 1 quart can make more to freeze, in jars or ice cube trays.

Vegetable Pancakes

a partir de Como cozinhar tudo vegetariano Cookbook by Mark Bittman

  • About 1 pound turnips, zucchini, winter squash, or sweet potatoes, peeled if necessary (about 2 cups packed)
  • ½ onion, grated
  • 1 ovo batido
  • 1 cup flour, more or less
  • sal e pimenta
  • milk, ½ & ½, cream as needed
  • 1 Tbsp melted butter r olive oil, plus more for the pan

Preheat the oven to 275 degrees. Grate the vegetables. Mix the vegetables, onion, egg, and flour together. Sprinkle with salt and pepper. Then add just enough milk so that the mixture drops easily from a large spoon. Stir in 2 Tbsp melted butter or olive oil.
Put a pat of butter or a spoonful of oil in a large skillet or griddle over medium heat. When the butter is melted or the oil is hot, drop in spoonfuls of the batter use a fork to spread the vegetables into an even layer. (You’ll probably have to work in batches keep pancakes in the oven until all are finished.) Cook, turning once, until nicely browned on both sides, about 15 minutes. Serve hot or at room temperature.
Serves 4.

Curried Vegetable Bisque

a partir de Simply in Season Cookbook

  • 5 cups tart apples (peeled and chopped)
  • 2 cups onion (chopped)
  • 2 cups sweet red pepper (chopped)
  • 1 ½ cups carrots (chopped)
  • ¾ cup celery (diced)

In large soup pot sauté vegetables in 2 tsp oil until vegetables are soft, 7-10 minutes.

  • 3 ½ cups chicken or vegetable broth
  • 3 cups potatoes (chopped)
  • ½ cup raisins
  • 3 Tbsp Curry Powder
  • ¾ tsp ground cardamom
  • ½ tsp ground allspice
  • ½ tsp dried thyme

Add, stir and bring to boil. Reduce heat, cover and simmer, stirring as needed, until potatoes are soft, 12-15 minutes. Puree in batches in blender or food processor. Add some broth if mixture is too thick. For a chunkier soup do not puree about 2 cups. Return everything to soup pot.

  • 3 ½ cups beef or vegetable broth
  • 3 xícaras de leite
  • 1 ¼ cups dry milk powder
  • 1/3 cup tomato sauce

Add. (The soup can be made ahead up to this point and refrigerated up to 24 hrs.) Reheat soup over medium heat until hot but do not boil, about 10 minutes.

Stir in. Just before serving, add 3-4 Tbsp chopped fresh cilantro or serve with chutney.

2 thoughts on &ldquo Multi-Vegetable Recipes &rdquo

I look forward to these great recipes!

I just made the❖❖❖❖❖
Mixed Vegetable Frittata and it taste amazing! The kids loved it and didn’t even realize it was so Good for them


Five adaptable recipes, all from your pantry

I’ve cooked my way through some pretty rough times. I baked countless batches of brownies for my local firefighters after 9/11, and waited out Hurricane Sandy next to a simmering pot of pork ragù. When my father died a couple of years ago, there were some days I could barely get dressed. But the ritual of making breakfast for my daughter and husband — buttered toast and jammy eggs, extra-crisp bacon and bowls of creamy, steel-cut oats — lured me into the kitchen and soothed me when I got there.

Cooking something good to eat is a comfort that I always feel grateful for, but especially now. And I can see, from social media and the emails I’m getting, that I’m not alone.

Whether seasoned chefs or complete novices, many people are cooking breakfast, lunch and dinner, day after day, perhaps for the first time in their lives. We’ve all stocked our pantries as best we could, and are now trying to figure out what to do with all those beans and cans of tuna.

This month, as the coronavirus expanded its reach, I began contributing pantry-focused recipes to The Times’ live blog. Each dish — some of which are riffs on old favorites — is highly adaptable, and all keep perishables in mind. Yes, some may mention optional fresh ingredients for color and verve, but use them only if you have them on hand. The idea isn’t to send you to the store for a bunch of cilantro, but to empower you to substitute those celery leaves you already have, or to skip the greenery entirely.

The five here are recipes you can build on, taking them apart and putting them back together again to use available ingredients, and to suit yourself and whomever else you might be sheltering with.

The first solves the “what to do with all those beans” conundrum. A big vat can be a hearty meal unto itself, the starting point of so many others, or both. Eat some right after cooking drizzled with good olive oil and sprinkled with flaky sea salt, and save the rest — yes, they freeze well — for turning into chili or soup.

There’s breakfast, too: baked steel-cut oats made creamy and rich with almond butter. Baked oats aren’t faster than the simmered kind. But they are more convenient, since you don’t have to worry about stirring them. And the pot won’t boil over if you get distracted.

All that tuna can find a home on top of any kind of pasta. I like to spike mine with anchovies, which melt into the garlicky sauce leaving an umami trail. But they’re not at all necessary. Herbs add freshness here, but any chopped greens (spinach or kale, arugula or those scallion greens you’re cultivating) work just as well.

There’s soup, too, a creamy purée made from root vegetables. I’ve made the same recipe using a mix from my farm share (a never-ending parade of rutabaga and celery roots and turnips). And I’ve made it from just onions, potatoes and carrots. It’s always tasty, and even better if you use stock rather than water as the cooking liquid. Don’t forget to garnish it with really good olive oil and a squeeze of lemon or vinegar for brightness.

Finally, there’s crumb cake. Because now more than ever, we need to bake something sweet, buttery and cinnamon-scented to gladden our souls — and maybe tempt our children away from their screens long enough to help squish up the topping.

Like all of these recipes, I’ll probably still be making it when life returns to normal. And then, I’ll have the formerly taken-for-granted privilege of being able to eat some at the same table as my friends and neighbors, too.

A Hearty Answer For All of Those Beans

Chances are good you have some dried beans on hand, and that is a great thing. Especially since one basic recipe works for so many kinds, from red beans to white cannellini to black turtle beans. And you can use that very recipe for a pot of red beans simmered in an electric pressure cooker.

First, give them a soak, though it’s not strictly necessary. But I think soaking helps beans cook more evenly, and doing so in salted water speeds up cooking because the salt breaks down their skins. Anywhere from four to 12 hours does the trick, then you can drain and rinse them. But if time is an issue, don’t soak.

To cook the beans, you can use a regular pot or a pressure cooker (electric or stovetop). Add the beans and cover them with water. If you’re using a regular pot, add enough water to cover the beans by about 2 to 3 inches. If using a pressure cooker, add less water, more like 1 1/2 to 2 inches to cover the beans. Add a drizzle of oil and whatever aromatics you like.

To my pound of red beans, I added six peeled garlic cloves, a halved onion and a celery stalk. Herbs add depth: I had a bay leaf, but a few thyme or rosemary sprigs or a pinch of those herbs dried would have been just as good.

Now — and, to me, this is the most important part — add enough salt to make the cooking water taste like the sea. If using a regular pot, simmer the beans anywhere from 30 minutes to 3 hours, depending on the variety you used, how old they were and whether you soaked them. Check on them periodically, adding water if the level gets too low (as in, lower than the beans). When done, they will be tender but not mushy, and still look intact, without splitting or falling apart. For the pressure cooker, the timing is 5 to 50 minutes at high pressure. (Smaller beans will take 5 to 10 minutes, while larger beans, like chickpeas, may take up to 35 or 50 minutes.) Let the pressure release naturally.

If you want to add a Parmesan rind, or a hunk of smoked or cured meat, to the bean pot, you should. I had a chunk of last summer’s kielbasa in the freezer that needed a home, so I threw it into the pot.

That’s it. I always garnish with a drizzle of oil, a sprinkle of flaky salt and red-pepper flakes and any herbs I may have around, and call it a day. Grated or crumbled cheese and crisp bacon are two other options, as is a fried egg, which, after all, makes everything better. And as always, feel free to serve this with rice, polenta or other grains, or some crusty bread, to round it out.

Oatmeal in the Oven, Not on the Stovetop

For a simple, filling breakfast, baked steel-cut oatmeal, enriched with almond butter and cinnamon, is the recipe I’d go to. If you’ve never done it, the beauty of baking oats instead of simmering them is twofold. First, I get to leave the oven on for an hour or so, which I find incredibly comforting when it’s still chilly out. It means I can bring my laptop into the kitchen and sit next to the heat. Second, I don’t have to do much in the way of stirring or tending it. The oats just cook themselves while I type away nearby.

To make enough oatmeal for three or four servings, heat your oven to 350 degrees, and bring a kettle of water to a boil.

In a shallow casserole or baking dish, combine 3 cups boiling water and 1 cup steel-cut or cracked oats. Stir in 1/4-cup peanut butter (or almond butter) until somewhat smooth. (Don’t worry about a few lumps.) Season the mix with a big pinch of salt, and some cinnamon or nutmeg if you like. Cover with foil and bake for 1 hour, stirring halfway through. Taste, and if the oats aren’t cooked enough, let it bake a few minutes longer.

I like this splashed with cream and drizzled with maple syrup (or brown sugar is great, too). But it’s good on its own, or maybe with sliced bananas. And it will keep you going all day long.

Good Time to Put Pasta on Your Plate

One of our household favorites is this pasta with tuna, anchovies and capers, showered with lots of green herbs and scallions. I like this dish with a long, thin, twirlable pasta — spaghetti, linguine or bucatini. But you can use whatever pasta you have on hand. Even macaroni works just fine and might even persuade your finicky kid to eat this dish (though, so far, mine abstains).

For four servings, cook 12 ounces of pasta in lots of very salty water. (It should taste like the sea.) Before you drain the pasta, scoop out of a coffee mug’s worth of the pasta water and set it aside. It’ll go toward making your sauce.

While the pasta is cooking, sauté three or four thinly sliced garlic cloves and the sliced white parts from three to four scallions (save the greens), some minced anchovies (be generous, I use the whole tin) and a few tablespoons of capers in lots of oil. Add some of the pasta water, and let the mixture cook down until it’s all very saucy. Then add the drained pasta and a can of drained tuna and toss well, adding another splash or two of pasta water if it’s dry. Toss in the sliced scallion greens and lots of herbs — like, a whole cup of them: parsley, dill, cilantro, mint, even arugula. Don’t bother chopping them, just rip them up with your fingers. Drizzle with more oil and serve with lemon wedges for squeezing, flaky sea salt and red-pepper flakes or a ton of freshly ground black pepper.

If you don’t like capers, use sliced pitted olives (preferably the good kind you slice yourself). If you don’t like or have tuna, use sardines or cooked leftover chicken. Shallot or onion can stand in for scallions. It’s a very forgiving dish, and a very dependable one to make in times of flux.

When it comes to stocking the pantry with root vegetables, most people stop with potatoes (regular and sweet), carrots, onions and garlic. But there are loads of other, more neglected roots, like rutabagas, turnips, radishes and celery root, worth having on hand. All will keep for months in a cool, dark place — I have a basket in a drawer — and they come in very handy, whether you want to roast up a bunch with olive oil and spices, or you want to make them into soup.

For six to eight servings of this soup (extras freeze beautifully), chop up and sauté any allium you’ve got: a big onion, a couple of leeks, or three to four shallots. Add some sliced celery if you have it (two to three stalks) and two to three minced garlic cloves, and let the vegetables get golden at the edges. I use a combination of butter and olive oil for sautéing, but any fat works. (That bacon grease in the jar in your fridge? Perfect!)

Throw in some herb sprigs, if you have them, or dried herbs (rosemary or thyme or oregano) and a couple of bay leaves. Add 2 quarts of water or stock, and 3 pounds of root vegetables that you’ve peeled and cut into 1-inch chunks. Use any roots a combination works best. When I made this, I added fennel as well because I had it. But I’ve also made it with only onions, potatoes and carrots, and it’s still excellent. Use what you’ve got, this soup can take it.

Simmer it all until the veggies are soft (30 to 45 minutes the larger the chunks, the longer they take). Then pluck out and discard any herb sprigs and bay leaves. Add a bunch of kale or mustard greens (about a quart) or spinach, parsley, dill or anything green and let the soup simmer until tender, 5 to 10 minutes. (You could also use a package of frozen spinach or kale.) Purée the mixture, and add a lot of lemon or vinegar and salt, to taste. The acid really brings this alive so don’t skip it.

Garnishing is essential here, especially since it’s not the prettiest soup. A drizzle of good olive oil and a bright sprinkle of red-pepper flakes works wonders, as does a bit of grated Parmesan or pecorino. And a little flaky sea salt never hurts, either.


Rutabaga Purée with Cardamom and Thyme - Recipes

  • Super high fiber: fills you up fast and keeps your digestive system working smoothly
  • Good source potassium: boosts your energy and metabolism
  • Antioxidant rich: boosts your immune system and can help prevent free radical damage to your cells and DNA
  • Cancer prevention: contains high amounts of antioxidants as well as phytochemicals that remove carcinogens from the body and help your liver process toxins in your system

My favorite way to eat rutabaga is roasted in the oven with walnut oil. If you don't like the taste of walnuts or don't have walnut oil, extra virgin olive oil is a great, healthy substitute, but I find that the walnut oil compliments the slightly sweet, earthiness of this root vegetable perfectly.

I often roast it with my other favorite root vegetables (sweet potatoes, butternut squash, beets, and carrots/parsnips). A little salt and pepper is all I find it really needs, but anything you like should work well. It has a versatile flavor profile, like a potato. You can steam it (covered in the microwave or in a traditional steamer) if you're closely watching your fat intake.

There are a lot of great mashed rutabaga recipes out there if mashed potatoes are an addiction of yours like they are for so many of us. Look out for those with heavy fats like cream and loads of butter. My grandma's mashed rutabaga recipe has been lost over time, which is probably a good thing because I'm fairly certain it was LOADED with cream cheese. There was spinach in there too, but that's all my mom and I can recall.

Lá. I've done my part. Of all the foods under the "My Foods" tab, this is probably the most obscure to the most people. If you can bring yourself to branch out with food, however, you are going to be able to give yourself more resources for success. At the very least, I hope this post has tempted you to give rutabaga a shot. It's no beauty, of course, but we both know that's not everything.

Recipe Radar:

Chicken Soup with Rutabaga and Greens from Healthy Green Kitchen blog
Cold Curried Rutabaga Soup from Healthy Green Kitchen blog
Couscous with Rutabaga and Beef Stew from Eatingwell Magazine
Rutabaga Gratin from Wholeliving Magazine
Rutabaga Purée with Cardamom and Thyme from Bon Appétit


Serving Apricots

Serve apricots raw on their own or sliced and added to fruit salads and green salads. You can cook apricots in the same manner as peaches and nectarines. Apricots are interchangeable with peaches and nectarines in most recipes.

  • Use apricots in cakes, pies, sorbets, ice cream, yogurt, and crêpes. Use apricots to make savory jams and chutneys. Press apricots to make juice. Poach apricots with sugar and water and purée to make a dessert sauce.
  • Preserve apricots in brandy and syrup. Apricots can be macerated in alcohol, candied, canned or dried.
  • Apricot kernels can be baked or roasted similar to almonds.

Flavor partners. Apricots have a flavor affinity for Bavarian cream, cardamom, lamb, orange, pork, poultry, and vanilla.

Nutrition. Apricots are high in vitamin A and rich in potassium. They are a good source of vitamin C. Dried apricots are a good source of copper and magnesium.

Apricots facts and trivia. Apricots are native to China. The Chinese cultivated apricots before 2,000 B.C. From China, apricots were carried by silk traders into ancient India and Persia and on to the region of ancient Armenia. Alexander the Great found apricots in ancient Armenia. The apricot’s botanical name armeniac—meaning from Armenia–came after Alexander introduced apricots to the western world. The apricot reached Italy in 100 B.C.

The ancient Romans cultivated apricots but were not successful in introducing them to northern Europe. The apricot variety ‘Bredase’ may be the oldest variety in cultivation having been described by the Romans. Apricots were introduced to Britain in the thirteenth century but did not catch on until the sixteenth century. The first apricot came to the American colonies in 1720.


Assista o vídeo: Gin tônica com cardamomo, anis estrelado, zimbro, alecrim, tomilho e sementes de umburana (Junho 2022).


Comentários:

  1. Taavi

    DEVE OLHAR)))

  2. Bocley

    Bravo, uma ideia maravilhosa e prazo

  3. Rocky

    Na minha opinião você não está certo. Entre, vamos discutir isso.



Escreve uma mensagem