Receitas tradicionais

Restaurante McDonald’s Revela Parque Olímpico

Restaurante McDonald’s Revela Parque Olímpico


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O McDonald's sustentável apresenta recursos ecológicos e novos alimentos

McDonald's revelou seu restaurante emblemático Parque Olímpico para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Londres 2012.

O novo restaurante, que será desmontado após os Jogos Olímpicos de Londres 2012, foi projetado para garantir o mínimo de impacto ao meio ambiente, em alinhamento com a missão do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Londres de ter os Jogos Olímpicos mais sustentáveis possível.

Localizado no Parque Olímpico, o McDonald's terá equipamentos de cozinha com baixo consumo de energia e recursos para economizar água. O McDonald's irá coletar todo o óleo de cozinha usado do restaurante e reciclá-lo em biodiesel para abastecer mais da metade de seus caminhões de entrega no Reino Unido.

O maciço McDonald's terá capacidade para 1.500 pessoas, uma varanda no segundo andar com vista para o Estádio Atlético Olímpico e pistas expressas para pedidos. Os itens do menu incluirão o menu mais extenso de favoritos, como Big Mac e frango McNuggets, além de ofertas regionais como mingau e chá e café de origem sustentável servidos com leite orgânico britânico. Pela primeira vez em uma Olimpíada, serão servidos McLanche Feliz com opções de frutas e vegetais e um novo drink de frutas Fruitizz.

Quando o McDonald's desmontar o restaurante após os jogos, 75% dos materiais serão reutilizados e quase todos os itens serão reciclados, com todos os móveis e equipamentos distribuídos para restaurantes futuros e existentes no Reino Unido.

Lauren Mack é editora de viagens do The Daily Meal. Siga ela no twitter @lmack.


Fundação por Richard e Maurice McDonald Edit

A família McDonald mudou-se de Manchester, New Hampshire para Hollywood, Califórnia no final dos anos 1930, onde os irmãos Richard e Maurice McDonald ("Dick" e "Mac") começaram a trabalhar como set movers e trabalhadores manuais em estúdios de cinema. [1] Em 1937, seu pai, Patrick McDonald, abriu "The Airdrome", uma barraca de comida, em Huntington Drive (Route 66), perto do Aeroporto de Monrovia, na cidade de Monrovia, no condado de Los Angeles, Califórnia [2]

Em outubro de 1948, depois que os irmãos McDonald perceberam que a maior parte de seus lucros vinha da venda de hambúrgueres, eles fecharam seu bem-sucedido carhop drive-in para estabelecer um sistema simplificado com um menu simples que consistia apenas em hambúrgueres, cheeseburgers, batatas fritas, café, refrigerantes e torta de maçã. [3]

Em abril de 1952, os irmãos decidiram que precisavam de um prédio inteiramente novo para atingir dois objetivos: mais melhorias na eficiência e uma aparência mais atraente. Eles coletaram recomendações para um arquiteto e entrevistaram pelo menos quatro, finalmente escolhendo Stanley Clark Meston, um arquiteto que trabalha na vizinha Fontana. [1] Os irmãos e Meston trabalharam juntos no projeto de seu novo edifício. Eles alcançaram a eficiência extra de que precisavam, entre outras coisas, desenhando as medidas reais de cada peça do equipamento com giz em uma quadra de tênis atrás da casa do McDonald (com o assistente de Meston, Charles Fish). [4] O design do novo restaurante alcançou um alto nível de atenção graças às superfícies brilhantes de azulejos de cerâmica vermelha e branca, aço inoxidável, chapas de metal de cores vivas e vidro pulsante de néon vermelho, branco, amarelo e verde e dois amarelos de 25 pés arcos de chapa metálica recortados em neon, chamados de "arcos dourados", mesmo na fase de projeto. Uma terceira placa em arco menor na beira da estrada hospedava um personagem rechonchudo com um chapéu de chef, conhecido como Speedee, caminhando na parte superior, enfeitado com neon animado. Outras técnicas de marketing foram implementadas para transformar o McDonald's de um restaurante com mesa para uma rede de fast food. Eles usaram coisas como desligar o aquecimento para evitar que as pessoas queiram ficar tanto tempo, assentos fixos e angulares para que o cliente se sentasse sobre sua comida, promovendo-os a comer mais rápido, espalhando os assentos mais afastados, tornando-se um lugar menos sociável para jantar e dando aos seus clientes copos em forma de cone com a marca, forçando-os a segurar a bebida enquanto comem, o que aceleraria o processo de comer. [1]

No final de 1953, com apenas uma representação do projeto de Meston em mãos, os irmãos começaram a buscar franqueados. [1] Seu primeiro franqueado foi Neil Fox, distribuidor da General Petroleum Corporation. O estande da Fox, o primeiro com o design de arcos dourados de Meston, foi inaugurado em maio de 1953 na Central Avenue e Indian School Road em Phoenix, Arizona. O segundo franqueado foi a equipe do cunhado da Fox, Roger Williams, e Burdette "Bud" Landon, os quais também trabalharam para a General Petroleum. Williams e Landon abriram seu estande em 18 de agosto de 1953 em 10207 Lakewood Boulevard em Downey, Califórnia. O estande de Downey tem a distinção de ser o restaurante McDonald's mais antigo ainda existente. [5]

Ray Kroc se junta à empresa e expande sua operação de franquia. Editar

Em 1954, Ray Kroc, vendedor de máquinas de milkshake da marca Prince Castle Multimixer, soube que os irmãos McDonald estavam usando oito de suas máquinas em seu restaurante em San Bernardino. Sua curiosidade foi despertada e ele foi dar uma olhada no restaurante. Ele foi acompanhado por um bom amigo Charles Lewis, que sugeriu a Kroc várias melhorias na receita do hambúrguer do McDonald's. Nesse ponto, os irmãos McDonald tinham seis locais de franquia em operação. [6]

Acreditando que a fórmula do McDonald's era um bilhete para o sucesso, Kroc sugeriu que franquiassem seus restaurantes em todo o país. Os irmãos estavam céticos, porém, de que a abordagem de autosserviço pudesse ter sucesso em climas mais frios e chuvosos. Além disso, seus negócios prósperos em San Bernardino e franquias já em operação ou planejadas os tornavam relutantes em arriscar um empreendimento nacional. [1] Kroc se ofereceu para assumir a responsabilidade principal pela criação das novas franquias em outro lugar. Ele voltou para sua casa fora de Chicago com o direito de abrir restaurantes McDonald's em todo o país, exceto em alguns territórios na Califórnia e no Arizona já licenciados pelos irmãos McDonald. Os irmãos deveriam receber meio por cento das vendas brutas. [1]

Modelo Sonneborn e mudança para participações imobiliárias Editar

Em 1956, Ray Kroc conheceu Harry J. Sonneborn, ex-vice-presidente de finanças da Tastee-Freez, que ofereceu uma ideia para acelerar o crescimento e o grau de investimento da operação planejada do McDonald's de Kroc: possuir o imóvel sobre o qual as futuras franquias seriam construídas. Kroc contratou Sonneborn e seu plano foi executado através da formação de uma empresa separada chamada Franchise Realty Corp. que foi projetado exclusivamente para manter os imóveis do McDonald's. A nova empresa assinou contratos de arrendamento e hipotecas de terrenos e edifícios, por sua vez repassando esses custos para o franqueado com um acréscimo de 20-40% e um depósito inicial reduzido de $ 950. [7] [8] O "modelo Sonneborn" de propriedade imobiliária dentro da franquia persiste até hoje, sendo possivelmente a decisão financeira mais importante da história da empresa. Os ativos imobiliários atuais do McDonald's representam US $ 37,7 bilhões em seu balanço, cerca de 99% dos ativos da empresa e 35% de sua receita bruta anual. [9]


Fundação por Richard e Maurice McDonald Edit

A família McDonald mudou-se de Manchester, New Hampshire para Hollywood, Califórnia no final dos anos 1930, onde os irmãos Richard e Maurice McDonald ("Dick" e "Mac") começaram a trabalhar como set movers e trabalhadores manuais em estúdios de cinema. [1] Em 1937, seu pai, Patrick McDonald, abriu "The Airdrome", uma barraca de comida, em Huntington Drive (Route 66), perto do Aeroporto de Monrovia, na cidade de Monrovia, no condado de Los Angeles, Califórnia [2]

Em outubro de 1948, depois que os irmãos McDonald perceberam que a maior parte de seus lucros vinha da venda de hambúrgueres, eles fecharam seu bem-sucedido carhop drive-in para estabelecer um sistema simplificado com um menu simples que consistia apenas em hambúrgueres, cheeseburgers, batatas fritas, café, refrigerantes e torta de maçã. [3]

Em abril de 1952, os irmãos decidiram que precisavam de um prédio inteiramente novo para atingir dois objetivos: mais melhorias na eficiência e uma aparência mais atraente. Eles coletaram recomendações para um arquiteto e entrevistaram pelo menos quatro, finalmente escolhendo Stanley Clark Meston, um arquiteto que trabalha na vizinha Fontana. [1] Os irmãos e Meston trabalharam juntos no projeto de seu novo edifício. Eles alcançaram a eficiência extra de que precisavam, entre outras coisas, desenhando as medidas reais de cada peça do equipamento com giz em uma quadra de tênis atrás da casa do McDonald (com o assistente de Meston, Charles Fish). [4] O design do novo restaurante alcançou um alto nível de atenção graças às superfícies brilhantes de ladrilhos de cerâmica vermelha e branca, aço inoxidável, chapas de metal de cores vivas e vidro pulsante de néon vermelho, branco, amarelo e verde e dois amarelos de 25 pés arcos de chapa metálica recortados em neon, chamados de "arcos dourados", mesmo na fase de projeto. Uma terceira placa em arco menor na beira da estrada hospedava um personagem rechonchudo com um chapéu de chef, conhecido como Speedee, caminhando pela parte superior, enfeitado com neon animado. Outras técnicas de marketing foram implementadas para transformar o McDonald's de um restaurante com mesa para uma rede de fast food. Eles usaram coisas como desligar o aquecimento para evitar que as pessoas queiram ficar tanto tempo, assentos fixos e angulares para que o cliente se sentasse sobre sua comida, promovendo-os a comer mais rápido, espalhando os assentos mais afastados, tornando-se um lugar menos sociável para jantar e dando aos seus clientes copos em forma de cone com a marca, forçando-os a segurar a bebida enquanto comem, o que aceleraria o processo de comer. [1]

No final de 1953, com apenas uma representação do projeto de Meston em mãos, os irmãos começaram a buscar franqueados. [1] Seu primeiro franqueado foi Neil Fox, distribuidor da General Petroleum Corporation. O estande da Fox, o primeiro com o design de arcos dourados de Meston, foi inaugurado em maio de 1953 na Central Avenue e Indian School Road em Phoenix, Arizona. O segundo franqueado era a equipe do cunhado da Fox, Roger Williams, e Burdette "Bud" Landon, os quais também trabalharam para a General Petroleum. Williams e Landon abriram seu estande em 18 de agosto de 1953 em 10207 Lakewood Boulevard em Downey, Califórnia. O estande de Downey tem a distinção de ser o restaurante McDonald's mais antigo ainda existente. [5]

Ray Kroc se junta à empresa e expande sua operação de franquia. Editar

Em 1954, Ray Kroc, vendedor de máquinas de milkshake da marca Prince Castle Multimixer, soube que os irmãos McDonald estavam usando oito de suas máquinas em seu restaurante em San Bernardino. Sua curiosidade foi despertada e ele foi dar uma olhada no restaurante. Ele foi acompanhado pelo bom amigo Charles Lewis, que sugeriu a Kroc várias melhorias na receita do hambúrguer do McDonald's. Nesse ponto, os irmãos McDonald tinham seis locais de franquia em operação. [6]

Acreditando que a fórmula do McDonald's era um bilhete para o sucesso, Kroc sugeriu que franquiassem seus restaurantes em todo o país. Os irmãos estavam céticos, porém, de que a abordagem de autosserviço pudesse ter sucesso em climas mais frios e chuvosos. Além disso, seus negócios prósperos em San Bernardino e franquias já em operação ou planejadas os tornavam relutantes em arriscar um empreendimento nacional. [1] Kroc se ofereceu para assumir a responsabilidade principal pela criação das novas franquias em outro lugar. Ele voltou para sua casa fora de Chicago com o direito de abrir restaurantes McDonald's em todo o país, exceto em alguns territórios na Califórnia e no Arizona já licenciados pelos irmãos McDonald. Os irmãos deveriam receber meio por cento das vendas brutas. [1]

Modelo Sonneborn e mudança para participações imobiliárias Editar

Em 1956, Ray Kroc conheceu Harry J. Sonneborn, um ex-vice-presidente de finanças da Tastee-Freez, que ofereceu uma ideia para acelerar o crescimento e o grau de investimento da operação planejada do McDonald's de Kroc: possuir o imóvel sobre o qual as futuras franquias seriam construídas. Kroc contratou Sonneborn e seu plano foi executado através da formação de uma empresa separada chamada Franchise Realty Corp. que foi projetado exclusivamente para manter os imóveis do McDonald's. A nova empresa assinou contratos de arrendamento e hipotecas de terrenos e edifícios, por sua vez repassando esses custos ao franqueado com um acréscimo de 20-40% e um depósito inicial reduzido de $ 950. [7] [8] O "modelo Sonneborn" de propriedade imobiliária dentro da franquia persiste até hoje, sendo possivelmente a decisão financeira mais importante da história da empresa. Os ativos imobiliários atuais do McDonald's representam US $ 37,7 bilhões em seu balanço, cerca de 99% dos ativos da empresa e 35% de sua receita bruta anual. [9]


Fundação por Richard e Maurice McDonald Edit

A família McDonald mudou-se de Manchester, New Hampshire para Hollywood, Califórnia no final dos anos 1930, onde os irmãos Richard e Maurice McDonald ("Dick" e "Mac") começaram a trabalhar como set movers e trabalhadores manuais em estúdios de cinema. [1] Em 1937, seu pai, Patrick McDonald, abriu "The Airdrome", uma barraca de comida, em Huntington Drive (Route 66), perto do Aeroporto de Monrovia, na cidade de Monrovia, no condado de Los Angeles, Califórnia [2]

Em outubro de 1948, depois que os irmãos McDonald perceberam que a maior parte de seus lucros vinha da venda de hambúrgueres, eles fecharam seu bem-sucedido carhop drive-in para estabelecer um sistema simplificado com um menu simples que consistia apenas em hambúrgueres, cheeseburgers, batatas fritas, café, refrigerantes e torta de maçã. [3]

Em abril de 1952, os irmãos decidiram que precisavam de um prédio inteiramente novo para atingir dois objetivos: mais melhorias na eficiência e uma aparência mais atraente. Eles coletaram recomendações para um arquiteto e entrevistaram pelo menos quatro, finalmente escolhendo Stanley Clark Meston, um arquiteto que trabalha na vizinha Fontana. [1] Os irmãos e Meston trabalharam juntos no projeto de seu novo edifício. Eles alcançaram a eficiência extra de que precisavam, entre outras coisas, desenhando as medidas reais de cada peça do equipamento com giz em uma quadra de tênis atrás da casa do McDonald (com o assistente de Meston, Charles Fish). [4] O design do novo restaurante alcançou um alto nível de atenção graças às superfícies brilhantes de ladrilhos de cerâmica vermelha e branca, aço inoxidável, chapas de metal de cores vivas e vidro pulsante de néon vermelho, branco, amarelo e verde e dois amarelos de 25 pés arcos de chapa metálica recortados em neon, chamados de "arcos dourados", mesmo na fase de projeto. Uma terceira placa em arco menor na beira da estrada hospedava um personagem rechonchudo com um chapéu de chef, conhecido como Speedee, caminhando na parte superior, enfeitado com neon animado. Outras técnicas de marketing foram implementadas para transformar o McDonald's de um restaurante com mesa para uma rede de fast food. Eles usaram coisas como desligar o aquecimento para evitar que as pessoas queiram ficar tanto tempo, assentos fixos e angulares para que o cliente se sentasse sobre sua comida, promovendo-os a comer mais rápido, espalhando os assentos mais afastados, tornando-se um lugar menos sociável para jantar e dando aos seus clientes copos em forma de cone com a marca, forçando-os a segurar a bebida enquanto comem, o que aceleraria o processo de comer. [1]

No final de 1953, com apenas uma representação do projeto de Meston em mãos, os irmãos começaram a buscar franqueados. [1] Seu primeiro franqueado foi Neil Fox, distribuidor da General Petroleum Corporation. O estande da Fox, o primeiro com o design de arcos dourados de Meston, foi inaugurado em maio de 1953 na Central Avenue e Indian School Road em Phoenix, Arizona. O segundo franqueado era a equipe do cunhado da Fox, Roger Williams, e Burdette "Bud" Landon, os quais também trabalharam para a General Petroleum. Williams e Landon abriram seu estande em 18 de agosto de 1953 em 10207 Lakewood Boulevard em Downey, Califórnia. O estande de Downey tem a distinção de ser o restaurante McDonald's mais antigo ainda existente. [5]

Ray Kroc se junta à empresa e expande sua operação de franquia. Editar

Em 1954, Ray Kroc, vendedor de máquinas de milkshake da marca Prince Castle Multimixer, soube que os irmãos McDonald estavam usando oito de suas máquinas em seu restaurante em San Bernardino. Sua curiosidade foi despertada e ele foi dar uma olhada no restaurante. Ele foi acompanhado por um bom amigo Charles Lewis, que sugeriu a Kroc várias melhorias na receita do hambúrguer do McDonald's. Nesse ponto, os irmãos McDonald tinham seis locais de franquia em operação. [6]

Acreditando que a fórmula do McDonald's era um bilhete para o sucesso, Kroc sugeriu que franquiassem seus restaurantes em todo o país. Os irmãos estavam céticos, porém, de que a abordagem de autosserviço pudesse ter sucesso em climas mais frios e chuvosos. Além disso, seus negócios prósperos em San Bernardino e franquias já em operação ou planejadas os tornavam relutantes em arriscar um empreendimento nacional. [1] Kroc se ofereceu para assumir a responsabilidade principal pela criação das novas franquias em outro lugar. Ele voltou para sua casa fora de Chicago com o direito de abrir restaurantes McDonald's em todo o país, exceto em alguns territórios na Califórnia e no Arizona já licenciados pelos irmãos McDonald. Os irmãos deveriam receber meio por cento das vendas brutas. [1]

Modelo Sonneborn e mudança para participações imobiliárias Editar

Em 1956, Ray Kroc conheceu Harry J. Sonneborn, um ex-vice-presidente de finanças da Tastee-Freez, que ofereceu uma ideia para acelerar o crescimento e o grau de investimento da operação planejada do McDonald's de Kroc: possuir o imóvel sobre o qual as futuras franquias seriam construídas. Kroc contratou Sonneborn e seu plano foi executado através da formação de uma empresa separada chamada Franchise Realty Corp. que foi projetado exclusivamente para manter os imóveis do McDonald's. A nova empresa assinou contratos de arrendamento e hipotecas de terrenos e edifícios, por sua vez repassando esses custos ao franqueado com um acréscimo de 20-40% e um depósito inicial reduzido de $ 950. [7] [8] O "modelo Sonneborn" de propriedade imobiliária dentro da franquia persiste até hoje, sendo possivelmente a decisão financeira mais importante da história da empresa. Os ativos imobiliários atuais do McDonald's representam US $ 37,7 bilhões em seu balanço, cerca de 99% dos ativos da empresa e 35% de sua receita bruta anual. [9]


Fundação por Richard e Maurice McDonald Edit

A família McDonald mudou-se de Manchester, New Hampshire para Hollywood, Califórnia no final dos anos 1930, onde os irmãos Richard e Maurice McDonald ("Dick" e "Mac") começaram a trabalhar como set movers e trabalhadores manuais em estúdios de cinema. [1] Em 1937, seu pai, Patrick McDonald, abriu "The Airdrome", uma barraca de comida, em Huntington Drive (Route 66), perto do Aeroporto de Monrovia, na cidade de Monrovia, no condado de Los Angeles, Califórnia [2]

Em outubro de 1948, depois que os irmãos McDonald perceberam que a maior parte de seus lucros vinha da venda de hambúrgueres, eles fecharam seu bem-sucedido drive-in de carhop para estabelecer um sistema simplificado com um menu simples que consistia apenas em hambúrgueres, cheeseburgers, batatas fritas, café, refrigerantes e torta de maçã. [3]

Em abril de 1952, os irmãos decidiram que precisavam de um prédio inteiramente novo para atingir dois objetivos: mais melhorias na eficiência e uma aparência mais atraente. Eles coletaram recomendações para um arquiteto e entrevistaram pelo menos quatro, finalmente escolhendo Stanley Clark Meston, um arquiteto que trabalha na vizinha Fontana. [1] Os irmãos e Meston trabalharam juntos no projeto de seu novo edifício. Eles alcançaram a eficiência extra de que precisavam, entre outras coisas, desenhando as medidas reais de cada peça do equipamento com giz em uma quadra de tênis atrás da casa do McDonald (com o assistente de Meston, Charles Fish). [4] O design do novo restaurante alcançou um alto nível de atenção graças às superfícies brilhantes de ladrilhos de cerâmica vermelha e branca, aço inoxidável, chapas de metal de cores vivas e vidro pulsante de néon vermelho, branco, amarelo e verde e dois amarelos de 25 pés arcos de chapa metálica recortados em neon, chamados de "arcos dourados", mesmo na fase de projeto. Uma terceira placa em arco menor na beira da estrada hospedava um personagem rechonchudo com um chapéu de chef, conhecido como Speedee, caminhando na parte superior, enfeitado com neon animado. Outras técnicas de marketing foram implementadas para transformar o McDonald's de um restaurante com mesa para uma rede de fast food. Eles usaram coisas como desligar o aquecimento para evitar que as pessoas queiram ficar tanto tempo, assentos fixos e angulares para que o cliente se sentasse sobre sua comida, promovendo-os a comer mais rápido, espalhando os assentos mais afastados, tornando-se um lugar menos sociável para jantar e dando aos seus clientes copos em forma de cone com a marca, forçando-os a segurar a bebida enquanto comem, o que aceleraria o processo de comer. [1]

No final de 1953, com apenas uma representação do projeto de Meston em mãos, os irmãos começaram a buscar franqueados. [1] Seu primeiro franqueado foi Neil Fox, distribuidor da General Petroleum Corporation. O estande da Fox, o primeiro com o design de arcos dourados de Meston, foi inaugurado em maio de 1953 na Central Avenue e Indian School Road em Phoenix, Arizona. O segundo franqueado foi a equipe do cunhado da Fox, Roger Williams, e Burdette "Bud" Landon, os quais também trabalharam para a General Petroleum. Williams e Landon abriram seu estande em 18 de agosto de 1953 em 10207 Lakewood Boulevard em Downey, Califórnia. O estande de Downey tem a distinção de ser o restaurante McDonald's mais antigo ainda existente. [5]

Ray Kroc se junta à empresa e expande sua operação de franquia. Editar

Em 1954, Ray Kroc, um vendedor de máquinas de milkshake da marca Prince Castle Multimixer, soube que os irmãos McDonald estavam usando oito de suas máquinas em seu restaurante em San Bernardino. Sua curiosidade foi despertada e ele foi dar uma olhada no restaurante. Ele foi acompanhado pelo bom amigo Charles Lewis, que sugeriu a Kroc várias melhorias na receita do hambúrguer do McDonald's. Nesse ponto, os irmãos McDonald tinham seis locais de franquia em operação. [6]

Acreditando que a fórmula do McDonald's era um bilhete para o sucesso, Kroc sugeriu que franquiassem seus restaurantes em todo o país. Os irmãos estavam céticos, porém, de que a abordagem de autosserviço pudesse ter sucesso em climas mais frios e chuvosos. Além disso, seus negócios prósperos em San Bernardino e franquias já em operação ou planejadas os tornavam relutantes em arriscar um empreendimento nacional. [1] Kroc se ofereceu para assumir a responsabilidade principal pela criação das novas franquias em outro lugar. Ele voltou para sua casa fora de Chicago com o direito de abrir restaurantes McDonald's em todo o país, exceto em alguns territórios na Califórnia e no Arizona já licenciados pelos irmãos McDonald. Os irmãos deveriam receber meio por cento das vendas brutas. [1]

Modelo Sonneborn e mudança para participações imobiliárias Editar

Em 1956, Ray Kroc conheceu Harry J. Sonneborn, ex-vice-presidente de finanças da Tastee-Freez, que ofereceu uma ideia para acelerar o crescimento e o grau de investimento da operação planejada do McDonald's de Kroc: possuir o imóvel sobre o qual as futuras franquias seriam construídas. Kroc contratou Sonneborn e seu plano foi executado através da formação de uma empresa separada chamada Franchise Realty Corp. que foi projetado exclusivamente para manter os imóveis do McDonald's. A nova empresa assinou contratos de arrendamento e hipotecas de terrenos e edifícios, por sua vez repassando esses custos para o franqueado com um acréscimo de 20-40% e um depósito inicial reduzido de $ 950. [7] [8] O "modelo Sonneborn" de propriedade imobiliária dentro da franquia persiste até hoje, sendo possivelmente a decisão financeira mais importante da história da empresa. Os ativos imobiliários atuais do McDonald's representam US $ 37,7 bilhões em seu balanço, cerca de 99% dos ativos da empresa e 35% de sua receita bruta anual. [9]


Fundação por Richard e Maurice McDonald Edit

A família McDonald mudou-se de Manchester, New Hampshire para Hollywood, Califórnia no final dos anos 1930, onde os irmãos Richard e Maurice McDonald ("Dick" e "Mac") começaram a trabalhar como set movers e trabalhadores manuais em estúdios de cinema. [1] Em 1937, seu pai, Patrick McDonald, abriu "The Airdrome", uma barraca de comida, em Huntington Drive (Route 66), perto do Aeroporto de Monrovia, na cidade de Monrovia, no condado de Los Angeles, Califórnia [2]

Em outubro de 1948, depois que os irmãos McDonald perceberam que a maior parte de seus lucros vinha da venda de hambúrgueres, eles fecharam seu bem-sucedido drive-in de carhop para estabelecer um sistema simplificado com um menu simples que consistia apenas em hambúrgueres, cheeseburgers, batatas fritas, café, refrigerantes e torta de maçã. [3]

Em abril de 1952, os irmãos decidiram que precisavam de um prédio inteiramente novo para atingir dois objetivos: mais melhorias na eficiência e uma aparência mais atraente. Eles coletaram recomendações para um arquiteto e entrevistaram pelo menos quatro, finalmente escolhendo Stanley Clark Meston, um arquiteto que trabalha na vizinha Fontana. [1] Os irmãos e Meston trabalharam juntos no projeto de seu novo edifício. Eles alcançaram a eficiência extra de que precisavam, entre outras coisas, desenhando as medidas reais de cada peça do equipamento com giz em uma quadra de tênis atrás da casa do McDonald (com o assistente de Meston, Charles Fish). [4] O design do novo restaurante alcançou um alto nível de atenção graças às superfícies brilhantes de ladrilhos de cerâmica vermelha e branca, aço inoxidável, chapas de metal de cores vivas e vidro pulsante de néon vermelho, branco, amarelo e verde e dois amarelos de 25 pés arcos de chapa metálica recortados em neon, chamados de "arcos dourados", mesmo na fase de projeto. Uma terceira placa em arco menor na beira da estrada hospedava um personagem rechonchudo com um chapéu de chef, conhecido como Speedee, caminhando na parte superior, enfeitado com neon animado. Outras técnicas de marketing foram implementadas para transformar o McDonald's de um restaurante com mesa para uma rede de fast food. Eles usaram coisas como desligar o aquecimento para evitar que as pessoas queiram ficar tanto tempo, assentos fixos e angulares para que o cliente se sentasse sobre sua comida, promovendo-os a comer mais rápido, espalhando os assentos mais afastados, tornando-se um lugar menos sociável para jantar e dando aos seus clientes copos em forma de cone com a marca, forçando-os a segurar a bebida enquanto comem, o que aceleraria o processo de comer. [1]

No final de 1953, com apenas uma representação do projeto de Meston em mãos, os irmãos começaram a buscar franqueados. [1] Seu primeiro franqueado foi Neil Fox, distribuidor da General Petroleum Corporation. O estande da Fox, o primeiro com o design de arcos dourados de Meston, foi inaugurado em maio de 1953 na Central Avenue e Indian School Road em Phoenix, Arizona. O segundo franqueado era a equipe do cunhado da Fox, Roger Williams, e Burdette "Bud" Landon, os quais também trabalharam para a General Petroleum. Williams e Landon abriram seu estande em 18 de agosto de 1953 em 10207 Lakewood Boulevard em Downey, Califórnia. O estande de Downey tem a distinção de ser o restaurante McDonald's mais antigo ainda existente. [5]

Ray Kroc se junta à empresa e expande sua operação de franquia. Editar

Em 1954, Ray Kroc, vendedor de máquinas de milkshake da marca Prince Castle Multimixer, soube que os irmãos McDonald estavam usando oito de suas máquinas em seu restaurante em San Bernardino. Sua curiosidade foi despertada e ele foi dar uma olhada no restaurante. Ele foi acompanhado pelo bom amigo Charles Lewis, que sugeriu a Kroc várias melhorias na receita do hambúrguer do McDonald's. Nesse ponto, os irmãos McDonald tinham seis locais de franquia em operação. [6]

Acreditando que a fórmula do McDonald's era um bilhete para o sucesso, Kroc sugeriu que franquiassem seus restaurantes em todo o país. Os irmãos estavam céticos, porém, de que a abordagem de autosserviço pudesse ter sucesso em climas mais frios e chuvosos. Além disso, seus negócios prósperos em San Bernardino e franquias já em operação ou planejadas os tornavam relutantes em arriscar um empreendimento nacional. [1] Kroc se ofereceu para assumir a responsabilidade principal pela criação das novas franquias em outro lugar. Ele voltou para sua casa fora de Chicago com o direito de abrir restaurantes McDonald's em todo o país, exceto em alguns territórios na Califórnia e no Arizona já licenciados pelos irmãos McDonald. Os irmãos deveriam receber meio por cento das vendas brutas. [1]

Modelo Sonneborn e mudança para participações imobiliárias Editar

Em 1956, Ray Kroc conheceu Harry J. Sonneborn, ex-vice-presidente de finanças da Tastee-Freez, que ofereceu uma ideia para acelerar o crescimento e o grau de investimento da operação planejada do McDonald's de Kroc: possuir o imóvel sobre o qual as futuras franquias seriam construídas. Kroc contratou Sonneborn e seu plano foi executado através da formação de uma empresa separada chamada Franchise Realty Corp. que foi projetado exclusivamente para manter os imóveis do McDonald's. A nova empresa assinou contratos de arrendamento e hipotecas de terrenos e edifícios, por sua vez repassando esses custos para o franqueado com um acréscimo de 20-40% e um depósito inicial reduzido de $ 950. [7] [8] O "modelo Sonneborn" de propriedade imobiliária dentro da franquia persiste até hoje, sendo possivelmente a decisão financeira mais importante da história da empresa. Os ativos imobiliários atuais do McDonald's representam US $ 37,7 bilhões em seu balanço, cerca de 99% dos ativos da empresa e 35% de sua receita bruta anual. [9]


Fundação por Richard e Maurice McDonald Edit

A família McDonald mudou-se de Manchester, New Hampshire para Hollywood, Califórnia no final dos anos 1930, onde os irmãos Richard e Maurice McDonald ("Dick" e "Mac") começaram a trabalhar como set movers e trabalhadores manuais em estúdios de cinema. [1] Em 1937, seu pai, Patrick McDonald, abriu "The Airdrome", uma barraca de comida, em Huntington Drive (Route 66), perto do Aeroporto de Monrovia, na cidade de Monrovia, no condado de Los Angeles, Califórnia [2]

Em outubro de 1948, depois que os irmãos McDonald perceberam que a maior parte de seus lucros vinha da venda de hambúrgueres, eles fecharam seu bem-sucedido carhop drive-in para estabelecer um sistema simplificado com um menu simples que consistia apenas em hambúrgueres, cheeseburgers, batatas fritas, café, refrigerantes e torta de maçã. [3]

Em abril de 1952, os irmãos decidiram que precisavam de um prédio inteiramente novo para atingir dois objetivos: mais melhorias na eficiência e uma aparência mais atraente. Eles coletaram recomendações para um arquiteto e entrevistaram pelo menos quatro, finalmente escolhendo Stanley Clark Meston, um arquiteto que trabalha na vizinha Fontana. [1] Os irmãos e Meston trabalharam juntos no projeto de seu novo edifício. Eles alcançaram a eficiência extra de que precisavam, entre outras coisas, desenhando as medidas reais de cada peça do equipamento com giz em uma quadra de tênis atrás da casa do McDonald (com o assistente de Meston, Charles Fish). [4] O design do novo restaurante alcançou um alto nível de atenção graças às superfícies brilhantes de azulejos de cerâmica vermelha e branca, aço inoxidável, chapas de metal de cores vivas e vidro pulsante de néon vermelho, branco, amarelo e verde e dois amarelos de 25 pés arcos de chapa metálica recortados em neon, chamados de "arcos dourados", mesmo na fase de projeto. Uma terceira placa em arco menor na beira da estrada hospedava um personagem rechonchudo com um chapéu de chef, conhecido como Speedee, caminhando na parte superior, enfeitado com neon animado. Outras técnicas de marketing foram implementadas para transformar o McDonald's de um restaurante com mesa para uma rede de fast food. They used such things as turning off the heating to prevent people wanting to stay so long, fixed and angled seating so the customer would sit over their food promoting them to eat faster, spreading the seats further apart so being less of a sociable place to dine in, and giving their customers branded cone shaped cups forcing them to hold their drink whilst eating which would speed up the eating process. [1]

In late 1953, with only a rendering of Meston's design in hand, the brothers began seeking franchisees. [1] Their first franchisee was Neil Fox, a distributor for General Petroleum Corporation. Fox's stand, the first with Meston's golden arches design, opened in May 1953 at Central Avenue and Indian School Road in Phoenix, Arizona. Their second franchisee was the team of Fox's brother-in-law Roger Williams and Burdette "Bud" Landon, both of whom also worked for General Petroleum. Williams and Landon opened their stand on August 18, 1953 at 10207 Lakewood Boulevard in Downey, California. The Downey stand has the distinction of being the oldest surviving McDonald's restaurant. [5]

Ray Kroc joins the company and expands its franchise operation Edit

In 1954, Ray Kroc, a seller of Prince Castle brand Multimixer milkshake machines, learned that the McDonald brothers were using eight of his machines in their San Bernardino restaurant. His curiosity was piqued, and he went to take a look at the restaurant. He was joined by good friend Charles Lewis who had suggested to Kroc several improvements to the McDonald's burger recipe. At this point, the McDonald brothers had six franchise locations in operation. [6]

Believing the McDonald's formula was a ticket to success, Kroc suggested they franchise their restaurants throughout the country. The brothers were skeptical, however, that the self-service approach could succeed in colder, rainier climates furthermore, their thriving business in San Bernardino, and franchises already operating or planned, made them reluctant to risk a national venture. [1] Kroc offered to take the major responsibility for setting up the new franchises elsewhere. He returned to his home outside of Chicago with rights to set up McDonald's restaurants throughout the country, except in a handful of territories in California and Arizona already licensed by the McDonald brothers. The brothers were to receive one-half of one percent of gross sales. [1]

Sonneborn model and shift to real estate holdings Edit

In 1956, Ray Kroc met Harry J. Sonneborn, a former VP of finance for Tastee-Freez, who offered an idea to accelerate the growth and investment grade of Kroc's planned McDonald's operation: Own the real estate that future franchises would be built on. Kroc hired Sonneborn and his plan was executed through forming a separate company called Franchise Realty Corp. which was solely designed to hold McDonald's real estate. The new company signed leases and took out mortgages for both lands and buildings, in turn then passing these costs on to the franchisee with a 20-40% markup and a reduced initial deposit of $950. [7] [8] The "Sonneborn model" of real estate ownership within the franchise persists to this day, possibly being the most important financial decision in the company's history. McDonald's present-day real estate holdings represent $37.7Bn on its balance sheet, about 99% of the company's assets and 35% of its annual gross revenue. [9]


Founding by Richard and Maurice McDonald Edit

The McDonald family moved from Manchester, New Hampshire to Hollywood, California in the late 1930s, where brothers Richard and Maurice McDonald ("Dick" and "Mac") began working as set movers and handymen at Motion-Picture studios. [1] In 1937, their father Patrick McDonald opened "The Airdrome", a food stand, on Huntington Drive (Route 66) near the Monrovia Airport in the Los Angeles County city of Monrovia, California [2]

In October 1948, after the McDonald brothers realized that most of their profits came from selling hamburgers, they closed down their successful carhop drive-in to establish a streamlined system with a simple menu which consisted of only hamburgers, cheeseburgers, potato chips, coffee, soft drinks, and apple pie. [3]

In April 1952, the brothers decided they needed an entirely new building in order to achieve two goals: further efficiency improvements, and a more eye-catching appearance. They collected recommendations for an architect and interviewed at least four, finally choosing Stanley Clark Meston, an architect practicing in nearby Fontana. [1] The brothers and Meston worked together closely in the design of their new building. They achieved the extra efficiencies they needed by, among other things, drawing the actual measurements of every piece of equipment in chalk on a tennis court behind the McDonald house (with Meston's assistant Charles Fish). [4] The new restaurant's design achieved a high level of notice thanks to gleaming surfaces of red and white ceramic tile, stainless steel, brightly colored sheet metal, and glass pulsing red, white, yellow, and green neon and two 25-foot yellow sheet-metal arches trimmed in neon, called "golden arches" even at the design stage. A third, smaller arch sign at the roadside hosted a pudgy character in a chef's hat, known as Speedee, striding across the top, trimmed in animated neon. Further marketing techniques were implemented to change McDonald's from a sit down restaurant to a fast food chain. They used such things as turning off the heating to prevent people wanting to stay so long, fixed and angled seating so the customer would sit over their food promoting them to eat faster, spreading the seats further apart so being less of a sociable place to dine in, and giving their customers branded cone shaped cups forcing them to hold their drink whilst eating which would speed up the eating process. [1]

In late 1953, with only a rendering of Meston's design in hand, the brothers began seeking franchisees. [1] Their first franchisee was Neil Fox, a distributor for General Petroleum Corporation. Fox's stand, the first with Meston's golden arches design, opened in May 1953 at Central Avenue and Indian School Road in Phoenix, Arizona. Their second franchisee was the team of Fox's brother-in-law Roger Williams and Burdette "Bud" Landon, both of whom also worked for General Petroleum. Williams and Landon opened their stand on August 18, 1953 at 10207 Lakewood Boulevard in Downey, California. The Downey stand has the distinction of being the oldest surviving McDonald's restaurant. [5]

Ray Kroc joins the company and expands its franchise operation Edit

In 1954, Ray Kroc, a seller of Prince Castle brand Multimixer milkshake machines, learned that the McDonald brothers were using eight of his machines in their San Bernardino restaurant. His curiosity was piqued, and he went to take a look at the restaurant. He was joined by good friend Charles Lewis who had suggested to Kroc several improvements to the McDonald's burger recipe. At this point, the McDonald brothers had six franchise locations in operation. [6]

Believing the McDonald's formula was a ticket to success, Kroc suggested they franchise their restaurants throughout the country. The brothers were skeptical, however, that the self-service approach could succeed in colder, rainier climates furthermore, their thriving business in San Bernardino, and franchises already operating or planned, made them reluctant to risk a national venture. [1] Kroc offered to take the major responsibility for setting up the new franchises elsewhere. He returned to his home outside of Chicago with rights to set up McDonald's restaurants throughout the country, except in a handful of territories in California and Arizona already licensed by the McDonald brothers. The brothers were to receive one-half of one percent of gross sales. [1]

Sonneborn model and shift to real estate holdings Edit

In 1956, Ray Kroc met Harry J. Sonneborn, a former VP of finance for Tastee-Freez, who offered an idea to accelerate the growth and investment grade of Kroc's planned McDonald's operation: Own the real estate that future franchises would be built on. Kroc hired Sonneborn and his plan was executed through forming a separate company called Franchise Realty Corp. which was solely designed to hold McDonald's real estate. The new company signed leases and took out mortgages for both lands and buildings, in turn then passing these costs on to the franchisee with a 20-40% markup and a reduced initial deposit of $950. [7] [8] The "Sonneborn model" of real estate ownership within the franchise persists to this day, possibly being the most important financial decision in the company's history. McDonald's present-day real estate holdings represent $37.7Bn on its balance sheet, about 99% of the company's assets and 35% of its annual gross revenue. [9]


Founding by Richard and Maurice McDonald Edit

The McDonald family moved from Manchester, New Hampshire to Hollywood, California in the late 1930s, where brothers Richard and Maurice McDonald ("Dick" and "Mac") began working as set movers and handymen at Motion-Picture studios. [1] In 1937, their father Patrick McDonald opened "The Airdrome", a food stand, on Huntington Drive (Route 66) near the Monrovia Airport in the Los Angeles County city of Monrovia, California [2]

In October 1948, after the McDonald brothers realized that most of their profits came from selling hamburgers, they closed down their successful carhop drive-in to establish a streamlined system with a simple menu which consisted of only hamburgers, cheeseburgers, potato chips, coffee, soft drinks, and apple pie. [3]

In April 1952, the brothers decided they needed an entirely new building in order to achieve two goals: further efficiency improvements, and a more eye-catching appearance. They collected recommendations for an architect and interviewed at least four, finally choosing Stanley Clark Meston, an architect practicing in nearby Fontana. [1] The brothers and Meston worked together closely in the design of their new building. They achieved the extra efficiencies they needed by, among other things, drawing the actual measurements of every piece of equipment in chalk on a tennis court behind the McDonald house (with Meston's assistant Charles Fish). [4] The new restaurant's design achieved a high level of notice thanks to gleaming surfaces of red and white ceramic tile, stainless steel, brightly colored sheet metal, and glass pulsing red, white, yellow, and green neon and two 25-foot yellow sheet-metal arches trimmed in neon, called "golden arches" even at the design stage. A third, smaller arch sign at the roadside hosted a pudgy character in a chef's hat, known as Speedee, striding across the top, trimmed in animated neon. Further marketing techniques were implemented to change McDonald's from a sit down restaurant to a fast food chain. They used such things as turning off the heating to prevent people wanting to stay so long, fixed and angled seating so the customer would sit over their food promoting them to eat faster, spreading the seats further apart so being less of a sociable place to dine in, and giving their customers branded cone shaped cups forcing them to hold their drink whilst eating which would speed up the eating process. [1]

In late 1953, with only a rendering of Meston's design in hand, the brothers began seeking franchisees. [1] Their first franchisee was Neil Fox, a distributor for General Petroleum Corporation. Fox's stand, the first with Meston's golden arches design, opened in May 1953 at Central Avenue and Indian School Road in Phoenix, Arizona. Their second franchisee was the team of Fox's brother-in-law Roger Williams and Burdette "Bud" Landon, both of whom also worked for General Petroleum. Williams and Landon opened their stand on August 18, 1953 at 10207 Lakewood Boulevard in Downey, California. The Downey stand has the distinction of being the oldest surviving McDonald's restaurant. [5]

Ray Kroc joins the company and expands its franchise operation Edit

In 1954, Ray Kroc, a seller of Prince Castle brand Multimixer milkshake machines, learned that the McDonald brothers were using eight of his machines in their San Bernardino restaurant. His curiosity was piqued, and he went to take a look at the restaurant. He was joined by good friend Charles Lewis who had suggested to Kroc several improvements to the McDonald's burger recipe. At this point, the McDonald brothers had six franchise locations in operation. [6]

Believing the McDonald's formula was a ticket to success, Kroc suggested they franchise their restaurants throughout the country. The brothers were skeptical, however, that the self-service approach could succeed in colder, rainier climates furthermore, their thriving business in San Bernardino, and franchises already operating or planned, made them reluctant to risk a national venture. [1] Kroc offered to take the major responsibility for setting up the new franchises elsewhere. He returned to his home outside of Chicago with rights to set up McDonald's restaurants throughout the country, except in a handful of territories in California and Arizona already licensed by the McDonald brothers. The brothers were to receive one-half of one percent of gross sales. [1]

Sonneborn model and shift to real estate holdings Edit

In 1956, Ray Kroc met Harry J. Sonneborn, a former VP of finance for Tastee-Freez, who offered an idea to accelerate the growth and investment grade of Kroc's planned McDonald's operation: Own the real estate that future franchises would be built on. Kroc hired Sonneborn and his plan was executed through forming a separate company called Franchise Realty Corp. which was solely designed to hold McDonald's real estate. The new company signed leases and took out mortgages for both lands and buildings, in turn then passing these costs on to the franchisee with a 20-40% markup and a reduced initial deposit of $950. [7] [8] The "Sonneborn model" of real estate ownership within the franchise persists to this day, possibly being the most important financial decision in the company's history. McDonald's present-day real estate holdings represent $37.7Bn on its balance sheet, about 99% of the company's assets and 35% of its annual gross revenue. [9]


Founding by Richard and Maurice McDonald Edit

The McDonald family moved from Manchester, New Hampshire to Hollywood, California in the late 1930s, where brothers Richard and Maurice McDonald ("Dick" and "Mac") began working as set movers and handymen at Motion-Picture studios. [1] In 1937, their father Patrick McDonald opened "The Airdrome", a food stand, on Huntington Drive (Route 66) near the Monrovia Airport in the Los Angeles County city of Monrovia, California [2]

In October 1948, after the McDonald brothers realized that most of their profits came from selling hamburgers, they closed down their successful carhop drive-in to establish a streamlined system with a simple menu which consisted of only hamburgers, cheeseburgers, potato chips, coffee, soft drinks, and apple pie. [3]

In April 1952, the brothers decided they needed an entirely new building in order to achieve two goals: further efficiency improvements, and a more eye-catching appearance. They collected recommendations for an architect and interviewed at least four, finally choosing Stanley Clark Meston, an architect practicing in nearby Fontana. [1] The brothers and Meston worked together closely in the design of their new building. They achieved the extra efficiencies they needed by, among other things, drawing the actual measurements of every piece of equipment in chalk on a tennis court behind the McDonald house (with Meston's assistant Charles Fish). [4] The new restaurant's design achieved a high level of notice thanks to gleaming surfaces of red and white ceramic tile, stainless steel, brightly colored sheet metal, and glass pulsing red, white, yellow, and green neon and two 25-foot yellow sheet-metal arches trimmed in neon, called "golden arches" even at the design stage. A third, smaller arch sign at the roadside hosted a pudgy character in a chef's hat, known as Speedee, striding across the top, trimmed in animated neon. Further marketing techniques were implemented to change McDonald's from a sit down restaurant to a fast food chain. They used such things as turning off the heating to prevent people wanting to stay so long, fixed and angled seating so the customer would sit over their food promoting them to eat faster, spreading the seats further apart so being less of a sociable place to dine in, and giving their customers branded cone shaped cups forcing them to hold their drink whilst eating which would speed up the eating process. [1]

In late 1953, with only a rendering of Meston's design in hand, the brothers began seeking franchisees. [1] Their first franchisee was Neil Fox, a distributor for General Petroleum Corporation. Fox's stand, the first with Meston's golden arches design, opened in May 1953 at Central Avenue and Indian School Road in Phoenix, Arizona. Their second franchisee was the team of Fox's brother-in-law Roger Williams and Burdette "Bud" Landon, both of whom also worked for General Petroleum. Williams and Landon opened their stand on August 18, 1953 at 10207 Lakewood Boulevard in Downey, California. The Downey stand has the distinction of being the oldest surviving McDonald's restaurant. [5]

Ray Kroc joins the company and expands its franchise operation Edit

In 1954, Ray Kroc, a seller of Prince Castle brand Multimixer milkshake machines, learned that the McDonald brothers were using eight of his machines in their San Bernardino restaurant. His curiosity was piqued, and he went to take a look at the restaurant. He was joined by good friend Charles Lewis who had suggested to Kroc several improvements to the McDonald's burger recipe. At this point, the McDonald brothers had six franchise locations in operation. [6]

Believing the McDonald's formula was a ticket to success, Kroc suggested they franchise their restaurants throughout the country. The brothers were skeptical, however, that the self-service approach could succeed in colder, rainier climates furthermore, their thriving business in San Bernardino, and franchises already operating or planned, made them reluctant to risk a national venture. [1] Kroc offered to take the major responsibility for setting up the new franchises elsewhere. He returned to his home outside of Chicago with rights to set up McDonald's restaurants throughout the country, except in a handful of territories in California and Arizona already licensed by the McDonald brothers. The brothers were to receive one-half of one percent of gross sales. [1]

Sonneborn model and shift to real estate holdings Edit

In 1956, Ray Kroc met Harry J. Sonneborn, a former VP of finance for Tastee-Freez, who offered an idea to accelerate the growth and investment grade of Kroc's planned McDonald's operation: Own the real estate that future franchises would be built on. Kroc hired Sonneborn and his plan was executed through forming a separate company called Franchise Realty Corp. which was solely designed to hold McDonald's real estate. The new company signed leases and took out mortgages for both lands and buildings, in turn then passing these costs on to the franchisee with a 20-40% markup and a reduced initial deposit of $950. [7] [8] The "Sonneborn model" of real estate ownership within the franchise persists to this day, possibly being the most important financial decision in the company's history. McDonald's present-day real estate holdings represent $37.7Bn on its balance sheet, about 99% of the company's assets and 35% of its annual gross revenue. [9]


Founding by Richard and Maurice McDonald Edit

The McDonald family moved from Manchester, New Hampshire to Hollywood, California in the late 1930s, where brothers Richard and Maurice McDonald ("Dick" and "Mac") began working as set movers and handymen at Motion-Picture studios. [1] In 1937, their father Patrick McDonald opened "The Airdrome", a food stand, on Huntington Drive (Route 66) near the Monrovia Airport in the Los Angeles County city of Monrovia, California [2]

In October 1948, after the McDonald brothers realized that most of their profits came from selling hamburgers, they closed down their successful carhop drive-in to establish a streamlined system with a simple menu which consisted of only hamburgers, cheeseburgers, potato chips, coffee, soft drinks, and apple pie. [3]

In April 1952, the brothers decided they needed an entirely new building in order to achieve two goals: further efficiency improvements, and a more eye-catching appearance. They collected recommendations for an architect and interviewed at least four, finally choosing Stanley Clark Meston, an architect practicing in nearby Fontana. [1] The brothers and Meston worked together closely in the design of their new building. They achieved the extra efficiencies they needed by, among other things, drawing the actual measurements of every piece of equipment in chalk on a tennis court behind the McDonald house (with Meston's assistant Charles Fish). [4] The new restaurant's design achieved a high level of notice thanks to gleaming surfaces of red and white ceramic tile, stainless steel, brightly colored sheet metal, and glass pulsing red, white, yellow, and green neon and two 25-foot yellow sheet-metal arches trimmed in neon, called "golden arches" even at the design stage. A third, smaller arch sign at the roadside hosted a pudgy character in a chef's hat, known as Speedee, striding across the top, trimmed in animated neon. Further marketing techniques were implemented to change McDonald's from a sit down restaurant to a fast food chain. They used such things as turning off the heating to prevent people wanting to stay so long, fixed and angled seating so the customer would sit over their food promoting them to eat faster, spreading the seats further apart so being less of a sociable place to dine in, and giving their customers branded cone shaped cups forcing them to hold their drink whilst eating which would speed up the eating process. [1]

In late 1953, with only a rendering of Meston's design in hand, the brothers began seeking franchisees. [1] Their first franchisee was Neil Fox, a distributor for General Petroleum Corporation. Fox's stand, the first with Meston's golden arches design, opened in May 1953 at Central Avenue and Indian School Road in Phoenix, Arizona. Their second franchisee was the team of Fox's brother-in-law Roger Williams and Burdette "Bud" Landon, both of whom also worked for General Petroleum. Williams and Landon opened their stand on August 18, 1953 at 10207 Lakewood Boulevard in Downey, California. The Downey stand has the distinction of being the oldest surviving McDonald's restaurant. [5]

Ray Kroc joins the company and expands its franchise operation Edit

In 1954, Ray Kroc, a seller of Prince Castle brand Multimixer milkshake machines, learned that the McDonald brothers were using eight of his machines in their San Bernardino restaurant. His curiosity was piqued, and he went to take a look at the restaurant. He was joined by good friend Charles Lewis who had suggested to Kroc several improvements to the McDonald's burger recipe. At this point, the McDonald brothers had six franchise locations in operation. [6]

Believing the McDonald's formula was a ticket to success, Kroc suggested they franchise their restaurants throughout the country. The brothers were skeptical, however, that the self-service approach could succeed in colder, rainier climates furthermore, their thriving business in San Bernardino, and franchises already operating or planned, made them reluctant to risk a national venture. [1] Kroc offered to take the major responsibility for setting up the new franchises elsewhere. He returned to his home outside of Chicago with rights to set up McDonald's restaurants throughout the country, except in a handful of territories in California and Arizona already licensed by the McDonald brothers. The brothers were to receive one-half of one percent of gross sales. [1]

Sonneborn model and shift to real estate holdings Edit

In 1956, Ray Kroc met Harry J. Sonneborn, a former VP of finance for Tastee-Freez, who offered an idea to accelerate the growth and investment grade of Kroc's planned McDonald's operation: Own the real estate that future franchises would be built on. Kroc hired Sonneborn and his plan was executed through forming a separate company called Franchise Realty Corp. which was solely designed to hold McDonald's real estate. The new company signed leases and took out mortgages for both lands and buildings, in turn then passing these costs on to the franchisee with a 20-40% markup and a reduced initial deposit of $950. [7] [8] The "Sonneborn model" of real estate ownership within the franchise persists to this day, possibly being the most important financial decision in the company's history. McDonald's present-day real estate holdings represent $37.7Bn on its balance sheet, about 99% of the company's assets and 35% of its annual gross revenue. [9]


Assista o vídeo: Flagship Olympic Park Restaurant Timelapse. 2012 Olympics. Social. McDonalds UK (Junho 2022).


Comentários:

  1. Manuelo

    Nisso algo é que eu pareço essa a excelente ideia. Concordo com você.

  2. Grantley

    And what do we do without your wonderful idea

  3. Iliana

    Eu confirmo. Isso foi e comigo. Podemos nos comunicar sobre este tópico.

  4. Dazahn

    Completamente compartilho sua opinião. Nele algo é também para mim parece que é uma idéia muito boa. Completamente com você eu vou concordar.

  5. Naalnish

    Que palavras ... Super, ideia notável

  6. Worth

    Sinto muito, mas acho que você está errado. Tenho certeza. Posso defender minha posição. Mande-me um e-mail para PM, vamos conversar.



Escreve uma mensagem